Red Bull afirma que FIA “estava ok” com GP da Austrália se maioria quisesse correr

De acordo com o chefe Christian Horner, FIA e autoridades de saúde não fizeram oposição à realização do GP da Austrália, mesmo com caso de coronavírus confirmado na McLaren. O que pesou contra foi a falta de apoio das equipes

O GP da Austrália poderia acontecer normalmente se as equipes dessem o apoio necessário. Essa é a análise de Christian Horner, chefe da Red Bull, que agora precisa fazer as malas e deixar Melbourne após o cancelamento da prova, consequência de um caso de coronavírus na McLaren. O dirigente, que já se mostrou contrariado com a decisão de cancelar a etapa, revela que tanto a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) quanto autoridades locais de saúde deram aval para que as atividades acontecessem novamente.
 
“Claro que é muito decepcionante não correr, mas precisamos considerar a saúde dos nossos funcionários”, disse Horner, questionado pelo site ‘The Race’. “No fim das contas, a FIA e os promotores decidiram cancelar. Nós discutimos diferentes possibilidades. Falamos sobre correr com o paddock fechado e sobre outras medidas preventivas. As autoridades de saúde e a FIA estavam ok em continuar se a maioria das equipes estivesse ok com isso também”, destacou.
Christian Horner queria correr em Melbourne, mas não deu (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
O problema é que a maioria das equipes preferiu descartar o GP da Austrália. Uma votação de emergência a respeito da continuidade da prova terminou com apenas Red Bull, AlphaTauri e Racing Point defendendo a sequência das atividades. Como o grid precisaria ao menos de seis equipes e 12 carros, o trio não conseguiu se sustentar por conta própria.
 
Dessa forma, a arriscada aposta da F1 em manter o GP da Austrália até o último momento se tornou um tiro na água. Agora, com o paddock já infectado e funcionários em regime de quarentena, fica a dúvida sobre o que o futuro reserva.
 
“Nós viemos para cá como alvos ambulantes. Seria diferentes se o cara [da McLaren] tivesse testado positivo antes, mas agora temos que embarcar nos mesmos aviões e voltar à Europa. É uma pena, mas no fim das contas você precisa priorizar a saúde e o bem estar dos fãs e dos funcionários”, encerrou Horner.
 
Em teoria, a temporada 2020 da F1 começa para valer no próximo fim de semana. É o do GP do Bahrein, previsto para acontecer com portões fechados. Entretanto, relatos de funcionários partindo diretamente da Austrália para a Europa indicam que a prova no Oriente Médio ainda mais do que é incerta.

Paddockast #51
QUEM VENCEU DRIVE TO SURVIVE 2

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube