Red Bull descarta preocupação com Ferrari e McLaren: “Quanto combustível tinham?”

Consultor-esportivo da Red Bull, Helmut Marko relacionou velocidade de Ferrari e McLaren a pouco combustível no tanque e disse que equipe inglesa "procura patrocínio"

COMO FOI O SEGUNDO DIA DA PRÉ-TEMPORADA DA FÓRMULA 1 2022 EM BARCELONA | Briefing

Os três primeiros dias de pré-temporada da Fórmula 1 se encerraram nesta sexta-feira (25), em Barcelona, e as equipes se preparam para trabalhar em cima dos primeiros dados obtidos com a quilometragem de seus pilotos. Equipes como Ferrari e McLaren demonstraram velocidade e boas colocações na tabela de tempos, mas o consultor-esportivo da Red Bull, Helmut Marko, não enxerga isso como um fator determinante.

Para o austríaco, as duas equipes conseguiram atingir tempos competitivos pois estavam utilizando uma carga menor de combustível no tanque — cada uma por seu motivo. “A McLaren está procurando por patrocinadores aqui, e a Ferrari está definitivamente estável pela primeira vez. Mas quanto combustível eles tinham no tanque?”, questionou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Max Verstappen voltou a pegar no carro nesta sexta após um dia de ausência (Foto: F1)

Ao final dos testes, Max Verstappen terminou com a sexta colocação na tabela combinada de tempos — contabilizando os três dias. O holandês marcou 1min19s756 em sua volta mais rápida. Seu companheiro de equipe, Sergio Pérez, ficou em terceiro com 1min19s556 — os dois tempos foram anotados no terceiro e último dia.

Após Lando Norris liderar o primeiro dia com 1min19s568 e Charles Leclerc terminar no topo da tabela na quinta, com 1min19s689, Lewis Hamilton encerrou a sexta-feira na ponta: 1min19s138. Vale destacar que nos testes de pré-temporada, o objetivo principal das equipes é de acumular quilometragem para obtenção de dados úteis para a evolução do carro — assim, os tempos acabam ficando em segundo plano.

O dirigente da Red Bull ainda demonstrou satisfação com o feedback providenciado por Max Verstappen, que se prepara para tentar a defesa do título mundial em 2022. Além da quantidade de combustível no RB18, Marko ainda ressaltou a escolha dos pneus feita pela equipe, que usou o composto C3 — em uma escala que vai até o C5, o mais macio de todos.

Charles Leclerc foi o líder do segundo dia de testes da F1, em Barcelona (Foto: Ferrari)

“Nosso carro parece ter um grande potencial”, animou-se. “Nós marcamos nosso tempo nos compostos C3, além de ser com um carro que certamente não era o mais leve. Max [Verstappen] disse desde a primeira volta que o carro estava muito bom”, encerrou Marko.

Agora, a Fórmula 1 se prepara para um hiato até o dia 10 de março, quando iniciam-se mais três dias de pré-temporada no Bahrein. Uma semana depois, mais precisamente no dia 20, a temporada terá seu pontapé inicial com a primeira corrida do ano, ainda em Sakhir.

GRANDE PRÊMIO cobre in loco a primeira semana de testes da Fórmula 1 no Circuito de Barcelona-Catalunha com Eric Calduch. Além disso, o GP acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar