Red Bull fala em programa de pilotos pioneiro e que Ferrari e Mercedes “só copiaram”

Helmut Marko, o consultor e chefe do programa de desenvolvimento de pilotos da Red Bull, afirmou que foi o pioneiro em criar um projeto desse nível e que as rivais apenas copiaram. Sobre a falta de pilotos disponíveis na rotação austríaca no momento, tratou como um problema apenas momentâneo

Hoje consultor da Red Bull na Fórmula 1, Helmut Marko é o chefe do programa de desenvolvimento de pilotos da equipe austríaca, o qual foi responsável também por criar, anos atrás. Num momento em que o sistema é criticado, Marko vai em direção contrária, canta o sucesso e falar que foi copiado por Ferrari e Mercedes.
 
Os sucessos da academia da Red Bull são bem documentados e são destacados sobretudo pelo tetracampeão Sebastian Vettel e pelo xodó da nova geração Max Verstappen. Por isso, mesmo com a falta de pilotos atualmente a postos para guiar na Red Bull, Marko vê apenas vantagens.
 
"Eu fui o primeiro a criar um sistema de treinamento de pilotos como esse. Ferrari e Mercedes só copiaram", afirmou em entrevista ao site japonês 'AS-Web'.
 
"Estou orgulhoso que o sistema da Red Bull funcione bem. Isso é óbvio se olharmos os pilotos que chegaram à equipe", seguiu.
Alexander Albon (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

As críticas atuais moram na falta de opções de pilotos após a academia dispensar uma série de nomes em anos anteriores. Nos últimos quatro anos, por exemplo, Daniil Kvyat foi promovido da Toro Rosso, rebaixado pela Red Bull, demitido e recontratado; Brendon Hartley e Alexander Albon, que haviam sido abandonados pela academia anos antes, tiveram de ser chamados às pressas para a Toro Rosso; Pierre Gasly, que não era visto como um piloto pronto, teve de ser promovido para a Red Bull após a saída de Daniel Ricciardo

 
O último ato, ao menos por enquanto, foi promover um Albon que nove meses antes não fazia parte do programa. "É só é um problema a curto prazo. Nossas jovens promessas se desenvolvem bem atualmente", comentou. 
 
Marko ainda aproveitou para falar que teve interesse num outro piloto do grid atual, mas que não fez a contratação porque faltava velocidade nos treinos classificatórios. Mas não revelou quem é o piloto em questão.
 
"Uma vez tive interesse num piloto que está ativo no grid da F1. Achava que era um bom piloto, mas faltava velocidade em voltas lançadas. Decidi não contratá-lo, mas pelo meu ponto de vista foi uma decisão acertada. Ele segue com bom rendimento de corrida, mas ainda é inferior aos companheiros na classificação. É um problema dele para dar um passo à frente", finalizou. 
 
Com Albon ao lado de Verstappen na Red Bull e Gasly ao lado de Kvyat na Toro Rosso, a F1 volta no início de setembro.

Paddockast #29
ONE HIT WONDERS DO ESPORTE A MOTOR

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar