Red Bull exalta trabalho de equipe perfeito e volta “insana” de Verstappen em Abu Dhabi

Christian Horner explicou a mudança na estratégia da Red Bull quanto aos pneus para a largada em Abu Dhabi, destacou o trabalho de Sergio Pérez e a volta incrível de Max Verstappen

F1 EM ABU DHABI, CLASSIFICAÇÃO: VERSTAPPEN POLE, HAMILTON 2° | Briefing

A Red Bull sabe que deu um passo muito importante para conquistar o título do Mundial de Pilotos com Max Verstappen em Abu Dhabi. Um tanto em razão do vácuo de Sergio Pérez e muito pelo notável talento, o holandês cravou a décima pole do ano e enfiou 0s371 de vantagem perante Lewis Hamilton para arrancar com a posição de honra do grid da etapa decisiva do campeonato. Christian Horner, chefe da equipe tetracampeã do mundo, ressaltou o sábado (11) positivo, mas cobrou: “Precisamos tentar converter isso em resultado amanhã”.

Em entrevista à emissora britânica Sky Sports logo depois da classificação, Horner falou que a decisão sobre Pérez puxar Verstappen na classificação não foi tomada de surpresa, mas foi planejada. Na visão do dirigente, seria a única forma de bater a Mercedes na classificação.

“Falamos sobre o vácuo pela manhã. Reduzimos o downforce, e essa era a única chance de igualar os caras nas retas”, explicou.

MAX VERSTAPPEN; GP DE ABU DHABI; LEWIS HAMILTON; F1; FÓRMULA 1;
Max Verstappen cumprimenta Lewis Hamilton neste sábado em Abu Dhabi (Foto: Peter Fox/Getty Images/Red Bull Content Pool)

“Depois do Q1, achei que não poderíamos igualar os tempos que Lewis estava fazendo. Mas o Q2 veio mais ao nosso favor”, disse.

Já a mudança na estratégia de pneus, que fez Verstappen cravar seu melhor tempo no Q2 com pneus macios e, por consequência, os compostos com os quais vai abrir a corrida, Horner disse que, nesse caso, foi algo decidido naquele momento. “Tivemos uma travada que não foi a ideal, e isso nos obrigou a colocar os macios”.

Ao falar sobre a fase decisiva da classificação, Horner foi só sorrisos. “As duas voltas no Q3 foram excepcionais. E aí, claro, com aquele vácuo, Sergio trabalhou com seu companheiro de equipe para lhe puxar nas duas retas. Foi um trabalho de equipe absolutamente perfeito hoje”, destacou.

“Foi uma das melhores voltas de Max no ano. O vácuo corresponde a 0s1 ou 0s2, não 0s6. Seu último setor, com o downforce que ele tinha, foi insano. Absolutamente insano”, elogiou Horner, feliz com o holandês e também com a atitude do mexicano. “Max está guiando com o coração e ‘Checo’ foi o companheiro de equipe que sacrificou uma ótima volta com os pneus macios para ajudar seu colega. Agora só precisamos tentar converter isso amanhã”, concluiu.

A decisiva e derradeira corrida desta imprevisível temporada 2021 da Fórmula 1 tem largada marcada para domingo, às 10h (de Brasília, GMT-3), com transmissão ao vivo da Band na TV aberta e do serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha a definição do grande campeão da Fórmula 1 AO VIVO e em TEMPO REAL.

A F1 lança campanha para defender e incentivar vacinação contra a Covid-19 (Vídeo: F1)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar