Regras e planos: os detalhes do GP do Azerbaijão com novo formato de corrida sprint

FIA delineou os pormenores de como vai funcionar o fim de semana de estreia do novo formato da sprint, no GP do Azerbaijão

HAMILTON VAI SER CR7 DA F1? + TUDO DO ‘NOVO’ GP DO AZERBAIJÃO | WGP

A Fórmula 1 traz um novo formato da corrida sprint para o fim de semana. Com isso, as novidades precisam ser bem esclarecidas para que não caiba dúvidas. Para além do desenho óbvio do evento, com a nova classificação da sprint e o fato da corrida sprint em nada se ligar à corrida oficial, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou os pormenores de como as coisas vão funcionar.

A grande novidade do anúncio feito na terça-feira foi o formato da classificação curta, marcada para abrir o sábado da F1 e definir o grid de largada da prova sprint.

Relacionadas


SAIBA MAIS
+ Como vai funcionar GP do Azerbaijão após F1 mudar formato para corridas sprint?

Se o formato já foi bem destrinchado como um todo — SQ1 (S foi colocado antes do Q na designação oficial para especificar que é a classificação curta) terá 12 minutos e elimina cinco pilotos, seguido por um SQ2 de dez minutos e que elimina outros cinco. O SQ3 define os dez primeiros colocados e o pole da sprint em somente oito minutos. É obrigatório utilizar pneus médios para Q1 e SQ2, enquanto os macios são necessários para o SQ3 — há algumas coisas a destacar.

Além de ter um tipo específico de pneus ligado a cada fase da tomada de tempos, também é estipulado que apenas um único jogo de pneus pode ser usado em cada parte. Um jogo de médios para o SQ1, outro para o SQ2 e um jogo de macios para o SQ3. Assim, não haverá espaço para testar a pista e o ritmo com pneus mais usados, como normalmente acontece. E um erro na melhor volta dos pneus tem possibilidades reais de arruinar a participação de um piloto.

A Fórmula 1 anunciou um formato bem diferente na próxima etapa, no Azerbaijão, com o objetivo de tornar a corrida sprint autônoma (Foto: Fórmula 1)

Outra definição importante diz respeito ao Parque Fechado. Apesar do sábado ser praticamente uma realidade paralela em relação ao restante do fim de semana, com nenhuma ligação direta com os eventos da sexta-feira ou do domingo, as proibições da FIA seguem em curso.

Ajustes de suspensão e componentes do carro ficam congelados, ou seja, sem que possam ser modificados, após a classificação de sexta-feira. Desrespeitar estas definições fará com que os pilotos tenham de largar no fim do grid tanto no sábado quanto no domingo.

Pilotos reservas também recebem manutenção do limite de espera para participação mesmo com a classificação adiantada. Em fins de semanas normais, os pilotos reservas precisam participar da classificação para que sejam permitidos a largar na corrida — ou terem marcado tempos significativos nos treinos livres antes disso. Ou seja, se não fizerem a tomada de tempo em algum momento até o fim do Q1, podem voltar para casa: não estarão na pista mesmo no caso de impossibilidade do titular.

Com este formato, como a classificação fica na sexta-feira, ainda muito no começo do fim de semana, os reservas podem esperar até sábado pela manhã e precisam participar da tomada de tempos curta. Assim, recebem a chance de anotar tempo para o grid da corrida sprint e, consequentemente, formam no final do grid do domingo. Também é possível que um piloto que classifique na sexta e precise se afastar no sábado, por qualquer que seja o motivo, mantenha a vaga e retorne para a posição natural de grid no domingo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A corrida sprint da F1 com o formato antigo foi a do Brasil, em 2022 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Embora um dos maiores motivos para a mudança do formato das corridas sprint tenha sido o desejo dos pilotos de que as provas curtas não contassem para a corrida principal, do domingo, as duas não foram completamente desgarradas em todas as células de ambas as existências. Apesar do destino da prova do sábado não definir nada para o domingo, punições esportivas sérias durante a sprint serão pagas na prova do domingo. Como causar colisões, por exemplo. Caso o problema aconteça na classificação curta, a punição será paga na corrida sprint.

Algo também bastante importante é que, tamanho é o desconhecido e mundo praticamente paralelo em que as corridas sprint agem, que a FIA abriu o caminho para mexer nas regras por conta própria de maneira temporária até a próxima reunião do Conselho Mundial, em 1º de agosto.

Até esta data, quando pode consagrar mudanças oficiais pelos canais originais, as mudanças apenas de curto prazo para ajustar algo que a federação julgue necessário quantos as sprint. Definição do formato, aplicação de punições, mudanças em Parque Fechado e afins estão todas sujeitas. Tais trocas pontuais, entretanto, precisam do acordo da F1 e das dez equipes.

Por enquanto, F1, FIA, equipes e pilotos, bem como imprensa e opinião pública, vão mesmo entender em uníssona como o novo formato vai funcionar.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP do Azerbaijão de Fórmula 1.

NOVO FORMATO: F1 2023 MUDA CORRIDA SPRINT. SAIBA DETALHES
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.