Regulamento restritivo deixa de McLaren “de mãos atadas” para resolver problemas e apresentar melhora real, diz Alonso

Fernando Alonso garante que a McLaren vem sendo capaz de apresentar sinais de progresso, o grande problema é que o regulamento dificulta demais que a equipe inglesa recupere terreno depois da retomada ruim da parceria com a Honda

Progresso, há. A grande questão é que ele é mínimo devido às restrições impostas pelo regulamento às equipes. É o que diz Fernando Alonso sobre a evolução do projeto da McLaren Honda com a metade da temporada se aproximando.
 
No último domingo (5), em Silverstone, o espanhol marcou apenas o seu primeiro ponto no Mundial de 2015 ao chegar em um discreto décimo lugar.
 
“Infelizmente, com as regras atuais, demora muito, porque você fica de mãos atadas para muitas coisas”, declarou o piloto.
Definitivamente, o ano não está sendo fácil para a McLaren de Fernando Alonso (Foto: Reprodução/TV)
“É verdade que não estamos competitivos como gostaríamos ou como esperávamos. Sabíamos que o primeiro ano ia ser difícil por algum tempo, mas obviamente ser eliminado no Q1 é mais difícil do que pensávamos”, reconheceu.
 
Aliás, no sábado, depois de mais uma vez ficar pelo caminho ainda na primeira parte da classificação, o bicampeão já havia avisado que os torcedores que não estivessem contentes podiam desligar a TV até o fim do ano.
 
Voltando ao progresso da McLaren, Alonso completou: “Ainda estou otimista, estou feliz com o progresso do carro. Eu senti que tinha uma boa aderência hoje, eu me senti confiante nas curvas, pude atacar ao limite e estava contente com o carro. Vendo algumas comparações com outros caras, há curvas que são interessantes a nosso favor. Então precisamos consertar alguns problemas, mas definitivamente estamos na direção correta”.
 
Em termos de média de pontos por corrida, esta vai sendo a segunda pior temporada da história da McLaren, melhor apenas que o campeonato de 1967. Naquele ano, entretanto, apenas seis pilotos pontuavam por GP. Ou seja, a McLaren de hoje estaria zerada com tal sistema de premiação.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube