F1

Renault diz que prejudicou Hülkenberg na Inglaterra por foco em Ricciardo

A Renault ficou pensando tanto em quando fazer pit-stop com Daniel Ricciardo que não conseguiu chamar Nico Hülkenberg na hora certa. Cyril Abiteboul, chefe da equipe, reconhece que não ajudou tanto a jornada do alemão

Grande Prêmio / Redação GP, de Porto Alegre
A corrida de Nico Hülkenberg na Inglaterra não correu tão bem quanto o esperado, e logo por conta da equipe. O chefe da Renault, Cyril Abiteboul, admitiu que a estratégia do alemão não correu tão bem quanto o esperado porque os engenheiros simplesmente não conseguiram focar o suficiente.
 
De acordo com Abiteboul, o problema é que a Renault pensou muito na estratégia de Daniel Ricciardo. O australiano lutava com Lando Norris pelo sétimo lugar, enquanto Nico surgia em oitavo.
 
“É um tipo diferente de frustração com o Nico [Hülkenberg], porque a gente não ajudou muito o domingo dele”, disse Abiteboul, perguntado pela revista britânica ‘Autosport’. “Ele teve uma corrida desafiadora, com uma série de problemas pequenos. Teve um pit-stop em que ele provavelmente foi chamado tarde demais, porque a gente estava focando no Daniel [Ricciardo] contra o Lando [Norris]. Focamos muito em quando ele [Ricciardo] ia parar, se antes ou depois”, seguiu.
Nico Hülkenberg teve um domingo de altos e baixos na Inglaterra (Foto: Renault)
Ao parar depois do que devia, Hülkenberg perdeu posição para Alexander Albon. A corrida seguiu conturbada, apesar de Nico ainda salvar um décimo lugar, somando 1 ponto. Ao fim da prova, o alemão foi ácido no rádio, dizendo que a Renault precisava ter ouvido os comentários de que os pneus estavam gastos e era necessário parar mais cedo.
 
“Nunca é fácil em uma corrida cheia de ação, ainda mais com pneus que não são fáceis de entender. A parada do Nico veio tarde demais, ele perdeu uma posição e ficou prejudicado daí pra frente. Ele teve ainda um problema com o motor, perdendo um pouco de potência por conta de um problema no sensor. Isso custou outra posição, então nós deixamos a corrida do Nico um pouco complexa”, encerrou.
 
Apoiado pela Renault, Ricciardo terminou em sétimo – mas derrotado por Carlos Sainz Jr., sexto e melhor piloto das equipes medianas. 
 
Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.