Ricciardo acha que Renault talvez seja “a melhor opção” para Red Bull: “Mas desde que tenha motor competitivo”

Daniel Ricciardo entende que, diante do atual cenário, a Renault ainda é a melhor opção para a Red Bull, mas desde que a fabricante francesa possa oferecer um motor competitivo em 2016. “Não queremos chegar aqui e correr para fazer número. Como piloto, não estou interessado nisso”, disse o piloto

Daniel Ricciardo acha que a Red Bull só deveria considerar a Renault para 2016, se a montadora francesa puder oferecer um motor realmente competitivo. A equipe austríaca ainda não fechou nenhum acordo para a próxima temporada, depois que decidiu romper os lanços com a fabricante gaulesa. 
 
Porém, a esquadra chefiada por Christian Horner está em uma posição em que somente a Renault surge como alternativa viável, especialmente depois que a Mercedes e a Ferrari rejeitaram a possibilidade de firmar um vínculo com os austríacos. 
Daniel Ricciardo atende aos torcedores nesta quinta-feira em Suzuka, no Japão (Foto: AP)
O australiano, entretanto, entende que a esquadra deve considerar, sim, uma reconciliação, mas apenas se a Renault garantir que vai entregar um motor capaz de colocar na Red Bull de novo na briga por vitórias.
 
"É uma questão difícil", disse o piloto aos jornalistas em Sochi, nesta sexta-feira, primeiro dia de treinos livres para o GP da Rússia. "Obviamente, eu quero correr, quero estar no grid no ano que vem, mas se for para lutar pelo 16º, então talvez seja melhor não correr", completou.
 
"Se eles conseguirem preparar algo melhor do que tivemos nos últimos dois anos e nos derem a chance de voltar a brigar pela parte de cima da tabela, então é a nossa melhor chance agora", acrescentou Ricciardo.
 
"Nós não podemos descartar nada, mas queremos algo competitivo. Não queremos chegar aqui e correr para fazer número. Como piloto, não estou interessado nisso", emendou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube