F1

Ricciardo lamenta ausência de ordens de equipe após corrida na Espanha: “Perdemos a chance na relargada”

Após mais uma corrida sem pontuar, Daniel Ricciardo reclamou da Renault por não ter dado ordens de equipe quando tinha pneus mais novos que o do companheiro Nico Hülkenberg. Australiano também lamentou a oitava posição de Carlos Sainz, piloto com quem brigou por boa parte da prova

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
12º colocado no GP da Espanha, Daniel Ricciardo ficou decepcionado com a quarta corrida sem pontuar na temporada. O australiano da Renault chegou a ficar no top-10 em vários momentos, mas foi prejudicado pela estratégia do time francês e terminou duas posições atrás de Romain Grosjean, que ficou com um ponto.

Ricciardo mostrou frustração pelo fato da Renault não ter dado ordem para o companheiro de equipe Nico Hülkenberg dar passagem após a relargada, feita com pouco mais de dez voltas para o fim, depois do acidente entre Lance Stroll e Lando Norris. Voltas depois, Hülkenberg foi ultrapassado pelo australiano.

"Eu acho que perdemos a chance na relargada. Perdemos posições nos boxes e fiquei atrás do Nico. Ele estava com pneus usados e eu com novos", declarou o australiano.
Daniel Ricciardo (Foto: Renault)
"Tínhamos uma chance naquela primeira volta de atacar os caras na minha frente, mas disseram que poderíamos lutar (ele e Hülkenberg). Eu realmente não conseguia o ver avançando com aqueles pneus como eu poderia. Veremos agora se poderíamos ter maximizado um carro na frente de outro", completou.

Após largar em 13º, Ricciardo brigou com o espanhol Carlos Sainz, da McLaren, por vários momentos na corrida. E ele também demonstrou frustração por ver o piloto no oitavo lugar, enquanto amargou mais uma corrida sem alcançar pontos.
 
"Estou frustrado pelo Carlos em oitavo. Passamos ele depois do primeiro stint, e quando colocamos duros e ele colocou médios, nos passou na volta seguinte, depois é só olhar onde ele terminou e onde nós terminamos. Eu acho que tínhamos ritmo hoje, pra ser sincero, ficamos em um resultado abaixo do que o carro poderia", citou.

Com mais um final de semana ruim, a Renault ocupa apenas a oitava colocação no Mundial de Construtores, superando apenas Toro Rosso e Williams. O australiano sente que pequenas coisas estão atrapalhando a evolução do time francês no equilibrado pelotão intermediário.
 
"São as pequenas coisas. Esse pelotão intermediário é muito apertado. Com uma falta de perfeição, perdemos quatro pontos. Temos que tentar fazer melhor, entender o que podemos executar e entender o porquê de colocar duros em vez de médios. Se isso foi muito cauteloso, vamos tentar não ser cautelosos", finalizou.
 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.