Ricciardo revela motivação por temporada na Renault: “Reiterou o que quero no esporte”

Daniel Ricciardo abriu o jogo sobre as dificuldades na Renault, mas admitiu que o trabalho duro no time reiterou o seu desejo no esporte. Australiano não quer deixar o time e saiu em defesa do chefe de equipe Cyril Abiteboul

Na Itália, Daniel Ricciardo registrou o seu melhor resultado do ano pela Renault. Após uma sequência de três corridas sem pontos, o australiano ficou com um importante quarto lugar em Monza.
 
Após cinco temporadas brigando por vitórias nas Red Bull, Ricciardo aceitou uma ousada mudança para a Renault, e mesmo na briga para colocar o time de volta ao topo, ele não se arrepende da decisão e não pretende sair enquanto o time não subir de patamar.
 
"Se eu quero ficar? Sim, porque a ideia é levar isso ao próximo nível. Foi minha intenção vir aqui. Minha intenção não era ficar dois anos encostado em algum lugar. Sei que as pessoas pensam isso, mas eu quero que isso dê certo. Sinto que as horas que coloquei neste ano mostraram que eu tenho nível para fazer isso", comentou em entrevista à BBC.
Daniel Ricciardo (Foto: Renault)
Ricciardo tem outros pontos altos na temporada, como o sexto lugar no Canadá, mas pontuou apenas cinco vezes nas 14 corridas disputadas até aqui. Apesar das decepções, ele crê que a Renault reiterou sua paixão pelo automobilismo.
 
"Há momentos em que estamos mais longe do que esperávamos, mas sabia que teria trabalho e muitas horas de esforço. Sinto como se estivesse pronto. Sinto que trabalhei mais neste ano do que nos anteriores, mas é legal porque o ambiente é diferente. Reiterou o que eu quero no esporte", seguiu.
 
O contrato do australiano termina em 2020. O #3 ainda não decidiu sobre o seu futuro, e fez uma defesa do chefe de equipe Cyril Abiteboul, que aceita a responsabilidade pelo ano abaixo do esperado do time.
 
"Não tomei decisões ainda. Não discuti isso com o Cyri e não quero falar por ele, mas está frustrado com este ano. Acho que parte dele sente que nos decepcionou e esperávamos fazer mais. Quando conversamos no ano passado, tínhamos grandes esperanças para este ano. Estamos confiantes que o próximo ano será melhor, mas ele provavelmente pensa: 'Se não for, por que o Daniel ficaria'. Isso é da cabeça dele", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube