Ricciardo vê Red Bull “não tão mal” na Malásia e mostra surpresa com Ferrari: “Imaginei que Mercedes lideraria”

Terceiro colocado no primeiro dia de treinos para o GP da Malásia, Daniel Ricciardo fez uma avaliação positiva da performance da Red Bull nesta sexta-feira (29). Australiano admitiu surpresa com ritmo da Ferrari e contou que esperava ver a Mercedes na liderança

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }


google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Daniel Ricciardo fechou o primeiro dia de treinos da F1 em Sepang com o terceiro tempo. Nesta sexta-feira (29), o #3 completou a melhor de suas 19 voltas em 1min32s099 e ficou a 0s838 de Sebastian Vettel, o líder dos trabalhos na Malásia.
 
Falando à emissora britânica Sky Sports, Ricciardo admitiu a surpresa com o ritmo da Ferrari e contou que esperava ver a Mercedes no topo da folha de tempos.
Daniel Ricciardo fez um balanço positivo do primeiro dia na Malásia (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Obviamente, a Ferrari parece um pouco mais forte do que esperávamos”, disse Ricciardo. “Eu meio que imaginei que a Mercedes lideraria o pelotão e nós estaríamos mais próximos da Ferrari, mas, obviamente, a Mercedes teve alguns problemas”, seguiu.
 
“Eu vi a onboard de Hamilton e pareceu que eles estão brigando com o carro”, contou. “Talvez eles estejam rodando com 80 kg de combustível”, comentou.
 
Daniel, porém, fez um balanço positivo do início de trabalho da Red Bull, mas considerou que ainda é possível melhorar.
 
“Nós ainda temos algum trabalho a fazer, mas estamos ok. Não parece tão mal”, completou.
 
Apenas 0s010 atrás do companheiro de equipe, Max Verstappen fez o quarto registro desta sexta-feira e cobrou evolução do time dos energéticos.
 
Questionado se poderia desafiar a Ferrari, Verstappen respondeu: “No seco, no momento, não. Sebastian foi realmente rápido”.
 
“Do nosso lado, eu estava tentando algumas coisas no carro e realmente não funcionou com pneus novos”, explicou. “Claro, amanhã vai ser melhor, mais ainda precisamos melhorar para bater a Ferrari”, frisou.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da F1 na Malásia AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.

#GALERIA(7198)
 
TORO ROSSO DEMOROU DEMAIS

REBAIXAMENTO SEGUIDO DE AFASTAMENTO DE KVYAT É TUDO, MENOS INJUSTO  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube