Grosjean mostra mão sem curativo e ainda com queimaduras 6 semanas após acidente

Romain Grosjean está finalmente livre dos curativos nas mãos 44 dias após o acidente assustador no GP do Bahrein. Piloto mostra progresso na recuperação pelas redes sociais

44 dias após o grave acidente no GP do Bahrein, Romain Grosjean segue dando passos na recuperação. O piloto francês revelou, nesta terça-feira (12), que as mãos finalmente estão sem curativos após as queimaduras sofridas na batida assustadora em Sakhir.

O ex-piloto da Haas vem mostrando o progresso na recuperação pelas redes sociais. A mão direita, menos afetada, já permanecia livre dos curativos desde dezembro. A situação da esquerda era pior. Na última quinta-feira, conseguiu remover a proteção por cinco horas, até definitivamente retirar por completo.

“Minhas mãos finalmente estão de volta e o Petrus [cachorro] não ficou infeliz com isso. Ainda não estão bonitas, então, por favor, não passe para o lado se não quiser”, publicou Romain junto das fotos no Instagram, alertando para o conteúdo pesado pelo ferimento na mão esquerda.

IMAGENS FORTES A SEGUIR:

As mãos de Romain Grosjean sem curativos (Foto: Reprodução/Instagram)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

No GP do Bahrein, Romain perdeu o controle da Haas após disputa com Daniil Kvyat e teve um impacto de 53 G contra o guard-rail após a curva 3 do circuito de Sakhir. A Haas se partiu em dois pedaços e imediatamente começou a pegar fogo. Após 28 segundos sob chamas e preso no carro, o francês conseguiu escapar.

Além de queimaduras nas mãos, o francês também precisou de uma cirurgia para reparar o ligamento rompido do polegar esquerdo. Foi a última aparição de Grosjean na Fórmula 1 após 179 corridas e 10 pódios. A Haas anunciou em outubro a saída do piloto após cinco temporadas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube