Rosberg se diz feliz por boa volta em condição difícil, mas admite: “Não tenho ideia de como vai ser a corrida”

Nico Rosberg vai saltar da pole-position neste domingo (25) em Austin. A posição de honra veio de forma pouco usual, já que a classificação foi disputada no mesmo dia da corrida e sequer alcançou a fase final devido às intensas intempéries na região do circuito texano

Nico Rosberg obteve sua quarta pole-position na temporada 2015 da F1 em uma classificação pouco convencional, neste domingo (25), em Austin. As chuvas torrenciais não deram muita trégua, mas os pilotos conseguiram ir à pista ao menos para as duas fases do treino decisivo. Como a quantidade de água no circuito ainda era enorme, a direção de prova decidiu cancelar o Q3 e usar o resultado da parte intermediária para formar o grid. Com isso, o alemão garantiu o direito de sair na ponta do grid, se realmente a corrida foi realizada dentro do planejado a partir das 17h, de Brasília.
 
O piloto da Mercedes, que terá o rival e colega Lewis Hamilton na primeira fila, reconheceu que as condições do asfalto e de visibilidade não estão nada confortáveis e que havia muitos pontos de aquaplanagem no traçado norte-americano. "Foi realmente muito difícil", disse o pole.
Rosberg é o pole em Austin (Foto: COTA)
"Havia muita aquaplanagem e tudo mais. Quando isso acontece, vem sem avisou. Mas felizmente consegui completar uma boa volta naquele momento", completou.
 
Questionado sobre a corrida de logo mais, Rosberg admitiu que não sabe o que esperar. "Não tenho ideia de como vai ser a corrida. Era para começar a secar daqui em diante, mas não parece que isso vai acontecer. Mas o nosso carro é bom em qualquer condição, chuva forte, intermediário, então é andar", explicou.
 
De fato, a expectativa é de que o tempo melhore ao longo do dia, mas as chuvas continuam muito fortes sobre o traçado das Américas. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube