Russell fala em evolução na Williams, mas prevê “outra temporada difícil”

George Russell se mostrou confiante em uma evolução da Williams para a temporada 2020 da Fórmula 1. Ainda assim, o agora companheiro de Nicholas Latifi espera uma “temporada difícil” para a escuderia inglesa

George Russell acredita que a Williams vai mostrar evolução na temporada 2020 da Fórmula 1, mas sabe que, ainda assim, será um ano difícil. O time inglês teve um 2019 para lá de apagado e fechou o campeonato com um único ponto.
 
Às vésperas da nova temporada, Russell afirmou que a Williams conseguiu encontrar o caminho para evoluir o carro, também levando em conta os problemas sentidos no campeonato anterior. O agora companheiro de Nicholas Latifi explicou que a aerodinâmica foi um dos focos de trabalho. 
George Russell (Foto: Williams)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Nós tivemos de olhar para a estrutura básica do carro”, disse Russell à publicação alemã ‘Auto Motor und Sport’. “Tinham alguns aspectos que estavam fundamentalmente errados”, seguiu.
 
“Tinha alguma coisa errada com a aerodinâmica. O downforce não era constante e teve algumas vezes em 2018 em que Lance [Stroll] e Sergey [Sirotkin] bateram do nada. Tivemos de começar do zero no que diz respeito ao downforce, mas, desde então, estamos num bom caminho”, avaliou.
 
Ainda assim, George explicou que o carro deste ano será uma evolução do modelo do ano passado.
 
“Nós nos comprometemos com uma estratégia no fim de 2018 e levou tempo para reconstruir a fundação do carro”, comentou. “Não vimos nenhum progresso no túnel de vento por um longo tempo, mas a tendência é diferente agora. Nós, definitivamente, seremos melhores em 2020”, apostou. 
 
Por fim, Russell admitiu que, mesmo esperando evolução, sabe que a Williams seguirá no fundo do pelotão da F1.
 
“Espero lutar com os outros mais frequentemente, mas, sendo realista, será outra temporada difícil para nós”, previu. “A McLaren deu um grande passo de 2018 para 2019, e, se pudermos dar um passo similar e Haas, Racing Point e Toro Rosso não progredirem, estaremos em uma posição muito forte. Se acharem um segundo ou dois, vamos estar na posição em que estamos”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube