Sainz mostra empatia por Mick Schumacher por “atenção excessiva” da mídia, mas diz: “Está em um bom lugar”

Carlos Sainz Jr mostrou empatia com a atual situação de Mick Schumacher. O espanhol disse entender a excessiva atenção recebida por ter um pai famoso - o titular da McLaren é filho de Carlos Sainz, bicampeão do Rali. Mas apesar disso, o piloto disse que o alemão está em um bom lugar no momento

Carlos Sainz Jr mostrou entender a situação de Mick Schumacher ao receber muita atenção por conta do pai famoso. O espanhol contou a experiência que passou quando criança, mas vê o alemão em uma boa situação atualmente.
 
Hoje na McLaren, o #55 teve sua infância sob os holofotes. Filho de Carlos Sainz, bicampeão do Mundial de Rali, teve de enfrentar sempre comparações com seu pai e os adversários sempre tentando superá-lo na pista.
 
Devido a excessiva atenção que recebeu quando estava começando, Carlos mostrou empatia ao filho de Michael. “Especialmente quando era criança, quando corria de kart, senti que muitas pessoas estavam olhando para mim e meus resultados e o caminho que estava indo”, falou.
 
“Muitas crianças e pilotos estavam um pouco focados em mim por ser o filho do Sainz. Mas é algo que acabei me acostumando, apesar de, em alguns momentos, ter sido difícil. Então apenas tentei pegar os pontos positivos disso. E ter um bicampeão mundial como pai creio que apenas me fez um piloto melhor hoje”, seguiu.
Mick Schumacher (Foto: Bahrain International Circuit)

“Acho que Mick tem recebido muita atenção nas últimas semanas por causa do teste na Fórmula 1 e é por isso que sinto por ele. Mas às vezes a atenção da mídia também não é ruim. Acredito que está em um bom lugar no momento”, completou.
 

No final de semana do Bahrein, Mick assumiu um dos carros da Ferrari para participar dos testes coletivos. Mattia Binotto, chefe da equipe italiana, chegou a comparar o alemão com o seu pai, dizendo que “se comporta como Michael”.
 
Sainz ainda explicou que, por conta de ser filho de quem era, conseguiu mudar o seu estilo de pilotagem. “Crianças são um pouco más e você quer bater aquele cara, ‘quero superar o filho de Carlos Sainz mais do que qualquer outro talvez porque seu pai está assistindo ou porque mais pessoas estão vendo’.”
 
“Então, quando era criança isso era definitivamente algo. Meu pai me disse ‘ou você morde ou é mordido’. Quando me disse isso, percebi que precisava morder um pouco mais, ou seria superado constantemente”, apontou.
 
“De repente, comecei a ser um pouco mais agressivo e comecei a conquistar um pouco mais de respeito. Não percebi, mas estava sendo muito amigável com todos para conseguir a aprovação de todos e então comecei a ser mais agressivo e isso foi melhor, definitivamente”, encerrou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube