Vettel se frustra ao fechar GP de Portugal fora dos pontos: “Falta velocidade”

Sebastian Vettel largou em décimo lugar, mas não conseguiu se manter na zona de pontuação durante a corrida. O tetracampeão cruzou a linha de chegada em 13º após travar disputa interna com Lance Stroll

Lewis Hamilton conquistou a vitória 97 na F1: assista aos melhores momentos do GP de Portugal de F1 (Foto: GRANDE PREMIO com Reuters)

Sebastian Vettel conseguiu um marco importante na temporada de 2021 após se classificar entre os dez primeiros no grid do GP de Portugal, em Portimão, no último sábado, após 15 corridas fora do top-10. No entanto, a realidade dura da Aston Martin se fez novamente presente na corrida deste domingo (2). O tetracampeão não conseguiu empreender o melhor ritmo e foi superado por carros mais rápidos, como a Alpine de Fernando Alonso e a McLaren de Daniel Ricciardo, que largaram à sua frente.

No fim das contas, depois de ter travado uma disputa direta com o companheiro de equipe Lance Stroll nas voltas finais, Vettel cruzou a linha de chegada apenas em 13º lugar. Ao fim da corrida, o alemão lamentou a falta de ritmo para acompanhar os demais competidores na estratégia estipulada pela equipe.

Sebastian Vettel segue sem pontos após três etapas em 2021 na Fórmula 1 (Foto: Aston Martin)

“Foi uma corrida bastante movimentada e difícil, com um stint bem longo com os pneus médios. Não acho que poderíamos ter feito algo diferente com a estratégia, mas, no geral, não tivemos ritmo e consistência suficientes para segurar o pelotão na luta pelos pontos”, explicou Seb.

A Aston Martin buscou uma tática diferente para seus pilotos. Enquanto Vettel, que largou em décimo, abriu a corrida com pneus macios usados e completou 22 voltas antes de trocar para os médios e fazer um longo stint de 43 giros, Stroll, que partiu em 17º, fez 39 voltas com pneus macios antes de trocar e completar a prova com 26 voltas com os médios.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A estratégia da equipe foi calçar pneus médios na AMR21 de Vettel nas últimas voltas, mas sem sucesso. O tetracampeão foi presa fácil para Giovinazzi, que fez bela ultrapassagem e subiu para P12. Mais uma vez, Vettel terminou sua corrida em uma posição distante da zona de classificação.

“Nós estamos entendemos cada vez melhor o carro, mas, obviamente, está faltando um pouco de velocidade, então precisamos trabalhar nisso”, acrescentou.

Perguntado sobre a próxima etapa no GP da Espanha, que acontece no dia 9 de maio, Vettel se mostrou mais esperançoso, sobretudo pelo fato de o alemão também contar, em Barcelona, com as atualizações que foram entregues apenas para Lance Stroll no fim de semana em Portugal.

“O lado positivo é que vou ter algumas peças novas no meu carro na semana que vem, o que consideramos ser um passo no rumo certo. Mas a verdadeira prioridade é ter um sábado limpo, que é a chave para um domingo melhor”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube