Vettel diz que ritmo “veio fácil”, mas lamenta dificuldades no Q3 em Silverstone

Após colocar 0s5 em Lance Stroll no Q2, Sebastian Vettel não conseguiu ganhar mais posições no Q3 e sai mesmo em 10º na corrida sprint

Tudo sobre a classificação do GP da Inglaterra | Briefing

Numa temporada de altos e baixos onde a fase final da classificação não é garantida de maneira alguma, Sebastian Vettel saiu com um balanço positivo da classificação do GP da Inglaterra, nesta sexta-feira (16), em Silverstone. O tetracampeão gostou do ritmo do carro, mas lamentou o fato de não conseguir repetir o Q2 na fase final.

Vettel classificou para o Q2 com 0s5 de vantagem para o companheiro Lance Stroll, que terminou somente em 15º, mas não conseguiu ganhar mais do que isso no Q3. Assim, larga mesmo no décimo lugar.

“Eu gostaria de terminar o Q3 na frente, porque o carro estava competitivo e o ritmo veio até bem facilmente hoje. No geral, foi uma sessão decente”, falou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Pontuação extra, pneus e até horários: tudo sobre a primeira corrida sprint da F1

Sebastian Vettel gostou do carro que teve nas mãos (Foto: Aston Martin)
Paddockast #112: As principais mudanças nos carros de F1 e o que esperar da próxima geração?

“Fiquei feliz com minha melhor volta no Q2, mas no Q3 tive dificuldades para tirar mais do carro. Então, poderíamos ficar algumas posições acima”, afirmou.

“Foi ótimo ver o grande público hoje e, imagino, o novo formato deixou a sexta-feira para interessante para os fãs”, finalizou.

No sábado, o dia da F1 começa às 8h (de Brasília) com o TL2 e conta com o evento principal, a corrida sprint, a partir das 12h30. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Austin Hill escapou da confusão e venceu em Knoxville na quarta prorrogação (Vídeo: Nascar)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar