Sem ver Red Bull impressionar, Alonso visa superar desempenho de 2012 na China e no Bahrein

Um ano atrás, o espanhol venceu o GP da Malásia e foi mal nas provas seguinte. Em 2013, ele não pontuou em Sepang, mas afirmou que, se tudo der certo, vai ao pódio nas próximas duas etapas do campeonato

Em 2012, a Ferrari não começou o ano com grandes expectativas com relação à disputa pelo título contra Red Bull e McLaren, mas a vitória de Fernando Alonso em um chuvoso GP da Malásia mostrou que existia uma chance de brigar pelo título – o que aconteceu, já que o espanhol foi superado por Sebastian Vettel apenas nas corridas finais.

Neste ano, Sepang não foi boa para Alonso. Envolvido em um acidente logo na primeira volta, ele acabou abandonando a corrida e ficou sem pontuar onde venceu um ano antes. Mas apesar de passar em branco, o resultado não preocupou o piloto da Ferrari, que vê o time com condições de ir ao pódio nos GPs da China e do Bahrein, situação bem diferente de 12 meses atrás.

Fernando Alonso espera ir ao pódio nas próximas duas etapas do campeonato (Foto: Shell GP/Getty Images)

“Se tivermos um final de semana em condições normais, teremos um bom classificatório e vamos somar alguns pontos. Mas vamos esperar. O objetivo é conseguir mais do que no ano passado. Na China e no Bahrein, fui nono e sétimo, respectivamente, então é fácil melhorar isso. Vai ser bom chegar na [parte da] Europa [do campeonato] com três pódios”, disse Alonso.

Falando da Red Bull, ele não se mostrou impressionado com a dobradinha conquistada pela equipe na última corrida e colocou na conta do equilíbrio o início de campeonato com dois vencedores diferentes e com cinco pilotos separados por 18 pontos.

“Não acho que a Red Bull impressionou muito. Na Austrália, eles dominaram todas as sessões [de treinos] e tiveram um ritmo espetacular [na Malásia], mas sabemos que tiveram problemas com a degradação [dos pneus] e do fato de a Mercedes lutar com eles até o final”, explicou.

“Então, acho que poderia ter ido ao pódio [em Sepang]. As duas primeiras corridas foram muito instáveis e não sabemos a real posição dos carros ainda. Nós não vimos o potencial de ninguém ainda e não sabemos onde estamos [em relação aos outros]”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube