Sepang pode receber F1 e MotoGP em finais de semana consecutivos na próxima temporada, diz site

Bernie Ecclestone ainda está quebrando a cabeça para montar o calendário da temporada 2016 da F1. Ainda sem uma data definida para o GP da Malásia, o circuito de Sepang pode receber consecutivamente a categoria rainha do automobilismo e a MotoGP, segundo o portal 'Motorsport'

O calendário da próxima temporada da F1 ainda está causando dores de cabeça para Bernie Ecclestone, que pretendo ainda mudar algumas datas. Porém, segundo o site 'Motorsport', a novidade que surgiu agora é que Sepang, poderá sediar uma prova da F1 e da MotoGP em finais de semanas consecutivos.
 
O GP malaio estava originalmente programado para acontecer no dia 25 de setembro de 2016, apenas uma semana após o GP de Cingapura. Mas com as reclamações dos organizadores da prova em Marina Bay, é possível que o GP da Malásia mude para 2 de outubro. 
Sepang pode receber a MotoGP e a F1 consecutivamente em 2016 (Foto: Getty Images)
O grande problema do calendário da categoria rainha do automobilismo é conseguir encaixar a pausa de verão para os pilotos e equipes. O chefão da F1 já pensou em possibilidades como mover a disputa de Sepang para a penúltima da temporada, mas logo foi descartada por deixar o ano tão longo, até dezembro. 
 
Caso o GP da Malásia fique na data de outubro, isso significa que a principal categoria da motovelocidade correrá no mesmo circuito apenas após uma semana da passagem da F1. Porém, seria necessário avaliar se existe a logística de neste pequeno intervalo de sete dias tirar todos os equipamentos de uma para trazer a da outra. 
 
É esperado que Ecclestone termine o calendário da temporada 2016 ainda na semana que vez, para então ter sua ratificação pelo Conselho do Esporte a Motor da FIA, no dia 30 de setembro, em Paris.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube