Pérez fala em “dois treinos bem difíceis” na Áustria e revela desconforto com pneu macio

Diferente de Max Verstappen, que esteve sempre entre os protagonistas nos dois treinos livres desta sexta-feira no Red Bull Ring, Sergio Pérez enfrentou problemas ao longo do dia e não encontrou ainda o melhor acerto do carro. Entretanto, o mexicano tem um ponto positivo para tirar: o ritmo de corrida promissor

A Aston Martin não perdeu a chance de zoar Sebastian Vettel após a eliminação da Alemanha na Eurocopa (Vídeo: Aston Martin)

A sexta-feira (2) de treinos livres do GP da Áustria, nona etapa da temporada 2021 da Fórmula 1, não foi das mais animadoras para Sergio Pérez. O mexicano, que vem de um quarto lugar no GP da Estíria, disputado na semana passada, ficou bem longe do ritmo de Max Verstappen, sobretudo em volta lançada, nas duas sessões do dia. Pela manhã, ‘Checo’ foi o oitavo colocado, enquanto o holandês comandou a tabela de tempos. Durante a tarde, o piloto, que neste fim de semana chega ao seu 200º GP na F1, marcou apenas o 11º melhor tempo, 0s993 mais lento que Lewis Hamilton, dono da volta mais rápida do dia: 1min04s523.

Ao avaliar o dia de trabalho com o carro #11 da Red Bull, Pérez ressaltou a melhor performance em ritmo de corrida, mas entende que ainda falta tirar algum desempenho para a classificação.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

MAX VERSTAPPEN; SERGIO PÉREZ; TREINO LIVRE 2; ÁUSTRIA;
Verstappen e Pérez usaram pneus de tipos diferentes no início do TL2 (Foto: Red Bull Content Pool)

“As voltas em ritmo de corrida definitivamente foram mais promissoras hoje, mas ainda há muito trabalho a fazer. As duas sessões foram bem difíceis, e ainda não estou me sentindo totalmente confortável com o carro com o composto mais macio”, declarou.

“Precisamos analisar os dados nesta noite para tentar voltar ao ritmo que esperamos ter e ficarmos prontos para a classificação amanhã”, disse.

Questionado sobre a performance dos pneus protótipos da Pirelli, disponibilizados para os pilotos nesta sexta-feira como teste visando o GP da Inglaterra, dentro de duas semanas, Pérez disse que gostou do que experimentou.  

“Parecíamos muito longe do equilíbrio com pouco combustível, mas acertamos isso rapidamente, e também vimos menos degradação nesses pneus, o que é bom. É bom ver a Pirelli trazendo um pneu novo para testar neste fim de semana antes de usá-lo em Silverstone”, comentou.

No fim das contas, Pérez destacou a chance de correr com casa cheia na casa da Red Bull. “No geral, aprendi muito hoje, e é ótimo ver todos os fãs aqui no Red Bull Ring. Espero que possamos ter uma boa classificação amanhã e uma corrida sólida no domingo”, concluiu.

Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado, dia do treino livre 3, a partir de 7h (de Brasília, GMT-3), e da classificação, com início previsto para 10h. Sempre com transmissão ao vivo da Band na TV aberta, do canal por assinatura BandSports e do serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar