O primeiro ano de Pérez na Red Bull: a renovação para temporada 2022 foi justa?

Sergio Pérez sofreu, lutou para se adaptar, mas ganhou corrida e ajudou Max Verstappen na luta contra Lewis Hamilton para levar o holandês ao título

Depois de oito anos e bem mais amadurecido que na época em que defendeu a McLaren, em 2013, Sergio Pérez voltou a correr por uma equipe de ponta na Fórmula 1. Com a poderosa Red Bull, ‘Checo’ teve a chance de acelerar um carro que, ao fim de 2021, levou Max Verstappen ao título mundial.

A campanha de Pérez com a Red Bull foi um tanto tortuosa. Primeiro, por conta das dificuldades de adaptação a um carro que exigiu estilo de pilotagem bem diferente. Depois, pela clara diferença de performance que o separou de Verstappen ao longo de todo o ano.

Pérez foi publicamente cobrado por Christian Horner e Helmut Marko a entregar mais e ajudar na campanha de Max rumo ao título e também na luta da Red Bull contra a Mercedes pelo título do Mundial de Construtores. O que de fato aconteceu na última corrida do ano, e de forma memorável.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O mexicano ganhou corrida, o GP do Azerbaijão, em circunstância que ajudou demais Verstappen, por incrível que pareça. Pouco depois de o holandês perder a chance de vencer em razão do estouro do pneu traseiro esquerdo, na relargada, a duas voltas para o fim da prova em Baku, Hamilton chegou a passar ‘Checo’, mas errou o ponto de frenagem com o chamado ‘modo mágico’. O heptacampeão passou reto e viu Pérez ganhar a corrida.

Ainda que tivesse sido pressionado por Horner e Marko em determinado ponto do campeonato, Pérez teve seu contrato renovado com a Red Bull para 2022. A extensão do vínculo foi merecida? Gabriel Curty e Fernando Silva analisam em vídeo apresentado por Victor Martins no canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube. Assista já!

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar