Pérez promete entregar além do esperado na Red Bull: “É minha grande oportunidade”

O mexicano relembrou a trajetória na Fórmula 1 e considerou que nunca teve uma oportunidade como a que está tendo no time dos energéticos

Sergio Pérez aproveitou a visita à sede da Red Bull para falar sobre o desafio que o espera na temporada 2021 da Fórmula 1. O mexicano ressaltou que realiza o sonho de uma vida com a nova equipe e prometeu empenho máximo para aproveitar uma oportunidade que nunca teve.

Às vésperas de completar 31 anos, o piloto natural de Guadalajara vai para a 11ª temporada na F1. Sergio estreou pela Sauber, onde passou dois anos antes de ir para a McLaren. Em um ano difícil para a escuderia de Woking, Checo acabou sem resultados e foi para a Force India a partir de 2014.

O mexicano atuou para salvar a equipe da falência e seguiu com a Racing Point depois de concluído o processo de venda para Lawrence Stroll. No fim do ano passado, porém, Pérez chegou a ficar sem espaço na F1, já que deu lugar a Sebastian Vettel, que será companheiro de Lance Stroll na equipe que passa a se chamar Aston Martin.

SERGIO PÉREZ; RED BULL; F1; FÓRMULA 1 2021;
Sergio Pérez conhece a Red Bull (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A Red Bull, porém, apareceu como alternativa por conta do descontentamento da equipe com o trabalho de Alex Albon, que acabou rebaixado para a reserva.

Antes de estrear com a equipe tetracampeã mundial, Pérez relembrou a estreia na Fórmula 1 e recordou do impacto de se ver cercado por tantos engenheiros.

“Foi especial. Trabalhei a minha vida toda para isso. A minha primeira temporada foi bem legal”, disse Pérez. “Teve muito aprendizado. De repente, você tem 15 engenheiros e está dando feedback de cada peça, é uma mudança bem grande. Você também percebe que o interesse sobre você aumenta, porque você está no holofote”, seguiu.

“É uma loucura pensar que será a minha 11º temporada na Fórmula 1, mas garanto que passou muito rápido”, comentou.

Depois da primeira visita à fábrica do time dos energéticos, Pérez fez elogios à equipe e destacou que vai agarrar esta oportunidade com as duas mãos.

“É uma marca fantástica. De todas as equipes da Fórmula 1, achei que não havia chance de eu entrar, pois eu não fui parte do programa de jovens pilotos, mas quando a oportunidade surgiu, aceitei”, declarou Pérez. “É um sonho que se torna realidade. Quando vesti minha camisa da Red Bull ou bebi uma lata, pensei: ‘Uau, essa é a marca pela qual eu guio!’. É incrível e difícil de imaginar. É uma oportunidade pela qual trabalhei muito duro, por mais de 15 anos. Acho que chegou no momento certo, estou pronto para isso e vou agarrar com as duas mãos”, assegurou.

Apesar da estreia na Red Bull, não será a primeira vez de Checo sob o comando de Christian Horner, já que os dois já trabalharam juntos na Arden, na GP2, em 2009.

“Trabalhei com Christian e o pai dele, guiei para ele na minha primeira temporada na GP2. É uma loucura pensar que vamos trabalhar juntos de novo depois de 12 anos. Admiro muito o Christian. Antes de mais nada, ele é uma pessoa fantástica e um grande líder de equipe. Teremos ótimos momentos pela frente”, falou.

Por fim, Pérez fez uma promessa: ir além do esperado pelo time para compensar a confiança depositada por Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull, Helmut Marko, consultor do time, Horner e Adrian Newey.

“Estou sempre forçando ao máximo e, ano passado, finalmente tive um carro com que pudesse mostrar um pouco mais e pessoas que vieram do que eu era capaz, mas agora é a minha grande oportunidade. Tenho de dar o próximo passo em todos os aspectos e acho que estou pronto para isso. A única coisa que me faltava era oportunidade. Agora tenho isso, então cabe a mim fazer funcionar. Vou garantir que vou entregar além do esperado. Se tivermos um carro que pode vencer o campeonato, vou garantir que venceremos. E, se não, se tivermos um carro que só é capaz do terceiro lugar, vou garantir que terminaremos em segundo”, avisou.

“Espero que tenhamos uma temporada realmente boa. É o único jeito que tenho de recompensar o Sr. Mateschitz, o Dr. Marko, Christian, Adrian e toda a equipe. Ninguém antes me deu a chance de estar em uma grande equipe. Espero que possamos ouvir o hino mexicano muitas vezes no próximo ano”, completou.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube