F1

Sirotkin pede explicação da Williams sobre Kubica e se incomoda com risco de demissão: “Não estou pronto”

Sergey Sirotkin cansou de ouvir rumores através da imprensa sobre o risco de demissão na Williams. O russo é ameaçado por Robert Kubica, o que causa irritação: “Última coisa que quero é que os resultados do meu trabalho fiquem com outra pessoa”
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Sergey Sirotkin (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

 
Conforme as chances de Robert Kubica retornar ao grid da F1 aumentam, as de Sergey Sirotkin sofrem um duro golpe. E o russo já não esconde a decepção: depois de semanas pregando que não pensa no mercado de pilotos, Sirotkin cobrou explicações da Williams sobre o verdadeiro estado da briga pela segunda vaga em 2019.
 
“Nesse momento, sentado aqui, eu só quero que as coisas fiquem claras”, disse Sirotkin, questionado pelo jornal russo ‘Sport-Express’. “É muito desagradável ler as últimas notícias. Mesmo assim, em Abu Dhabi vou sentar atrás do volante e os problemas vão desaparecer”, continuou.
 
A possibilidade de demissão incomoda Sirotkin por vir em momento de evolução na F1. O russo começou a superar o companheiro Lance Stroll com maior frequência e pensa que isso basta para seguir como titular em 2019.
Sergey Sirotkin (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Claro que não estou pronto para isso [perder a titularidade]. Já disse várias vezes que me dediquei muito mais nessa temporada do que as pessoas veem. A última coisa que eu quero é que os resultados do meu trabalho fiquem com outra pessoa. Está claro esse ano que trabalhamos pensando no futuro, em resultados da próxima temporada. Vai ser uma grande decepção se eu perder aquilo pelo qual eu trabalhei”, encerrou.
 
Kubica passou 2018 como piloto reserva da Williams, o que rendeu aparições apenas em testes coletivos e dois treinos livres. O piloto voltou a ganhar força na briga pela titularidade, o principal objetivo, e apontou que a decisão final da equipe é questão de tempo.
 
O retorno de Kubica ao grid seria o ‘troco’ em Sirotkin após uma reviravolta entre 2017 e 2018. O polonês indicou que chegou a assinar contrato para ser titular, como havia revelado o jornalista Américo Teixeira Jr., do DIÁRIO MOTORSPORT, parceiro do GRANDE PRÊMIO. O acordo não foi cumprido justamente por conta do russo, que tomou a posição de última hora.
 
Quem assumir a vaga vai formar dupla com George Russell, próximo do título da Fórmula 2. O britânico chega com o apoio da Mercedes.