Smedley cria grupo dedicado a entender razão das dificuldades da Williams na chuva e em pistas de baixa velocidade

Chefe de performance da Williams, Rob Smedley revelou que a equipe inglesa formou um grupo exclusivamente dedicado a entender a razão pela qual o FW37 não rende em pistas de baixa velocidade e na chuva

A Williams formou um grupo só para entender a razão pela qual o FW37 rende tão pouco em condições de pista molhada e em circuitos de baixa velocidade. As duas situações específicas se mostraram o calcanhar de Aquiles da equipe inglesa, que sofreu com a falta de desempenho nas provas de Mônaco e na Hungria, além de corridas chuvosas como aconteceu no GP da Inglaterra.
 
De acordo com o chefe de performance do time inglês, Rob Smedley, desde a etapa em Monte Carlo, no mês de maio, a esquadra de Grove vem se esforçando para compreender os problemas. E, segundo o engenheiro, parte da solução foi encontrada durante o segundo treino livre para o GP da Rússia, realizado na última sexta-feira e debaixo de muita chuva.
Felipe Massa liderou o segundo treino em Sóchi, na Rússia (Foto: AP)
"Nós tomamos uma decisão consciente. A gente vem trabalhando nisso desde Mônaco, para entender mesmo a razão da má performance em baixa velocidade", revelou.
 
"Como parte desse trabalho, nós também estamos avaliando o desempenho em pista molhada. Em Silverstone, fomos mantendo o ritmo com a Mercedes, que era um pouco mais veloz, mas nada extraordinário. Mas logo choveu, e aí Red Bull e Ferrari se tornaram significativamente mais rápidas que nós", explicou Smedley.
 
"Na Áustria, nós fomos terceiros, e houve uma situação similar, então colocamos os pneus de chuva extrema e, de repente, perdemos 3% da performance. Isso tem sido uma preocupação para mim, pessoalmente, e também para os demais", acrescentou. 
 
Smedley disse que só faltava uma oportunidade para entender melhor o déficit de performance, e ela veio em Sóchi, quando Felipe Massa liderou a segunda sessão de atividades. "Por isso, eu reuni um grupo de trabalho para tentar entender os nossos problemas, que estão principalmente ligados aos pneus nestas condições e à baixa velocidade."
 
"Por causa disso, nós estávamos apenas esperando uma oportunidade. Quando soubemos que não iria chover mais no restante do fim de semana em Sóchi, então fomos testar. E isso foi o que basicamente fizemos na sexta-feira", encerrou o engenheiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube