Stewart aposta em Hamilton como número 1 da Mercedes em 2013 e diz: “Eles podem lutar pelo título”

Lenda da F1, Sir Jackie Stewart acredita que a Mercedes pode lutar pelo título com Lewis Hamilton, mas fez uma ressalva: “Eles terão de ficar em dia Red Bull e Ferrari em termos de desenvolvimento”


Em apenas duas corridas, Lewis Hamilton já igualou o melhor resultado de Michael Schumacher ao longo de três temporadas como piloto da Mercedes. O britânico, contratado a peso de ouro depois de seis anos correndo pela McLaren, é, segundo Sir Jackie Stewart, o grande trunfo do time de Brackley para lutar contra Ferrari e Red Bull pelo título mundial em 2013. O tricampeão entende que Lewis tem de ser o primeiro piloto da equipe prateada porque “está em um patamar superior, tem mais vitórias em um título”, enquanto Nico Rosberg, seu companheiro de equipe, “ainda tem de evoluir”.

Em entrevista à emissora britânica BBC, o ex-piloto escocês disse que acredita que a Mercedes poderá brigar pela taça, mas fez uma ressalva. “Podem lutar pelo título, mas terão de ficar em dia com Red Bull e Ferrari em termos de desenvolvimento”.
Stewart rasgou elogios a Lewis Hamilton e disse que o britânico tem de ser o número 1 da Mercedes (Foto: Getty Images)

“Não há dúvida de que Lewis está em um patamar superior porque teve mais sucesso: tem mais vitórias e um campeonato. Ele também começou bem a temporada. Nico ganhou uma corrida, mas ainda tem de evoluir”, avaliou Stewart. “A Mercedes conseguiu um piloto muito caro e eles vão querer que tudo corra bem”, disse o campeão do mundo nas temporadas de 1969. 1971 e 1973.

Stewart falou sobre a dupla da Mercedes, uma das mais fortes e equilibradas de todo o grid. “Eles podem vencer corridas. Lewis pilotará dando sua vida seja qual for o carro que tenha”, destacou o escocês. Sobre Rosberg, no entanto, o histórico piloto fez algumas ressalvas depois do ocorrido no GP da Malásia, quando o alemão tinha melhor desempenho, mas foi impedido pela equipe de lutar com Hamilton no fim da prova. 

“Nico é um piloto experiente e talentoso e pode tirar melhor proveito dos seus pneus, mas ele aprendeu uma lição na Malásia: que não se pode esperar até o último momento para tomar a iniciativa. Será interessante ver como ele vai reagir”, disse. Entretanto, Stewart acredita que a Mercedes poderia ter deixado Sepang com um triunfo se não tivesse usado o expediente do jogo de equipe. “Se a Mercedes tivesse deixado Rosberg passar Hamilton na Malásia, ele poderia ter alcançado as Red Bull? Não é impossível”.

O tricampeão citou também outras equipes fortes e que considera em condições de brigar no topo da F1, mas, mais uma vez, reforçou sua confiança nos alemães de Brackley, sobretudo em sua estrutura reforçada e na liderança de Ross Brawn.


“A Lotus é muito competitiva, também, e a McLaren vai lutar de novo, mas Ross Brawn é um homem extraordinariamente talentoso. A Mercedes está aí para vencer e tem os recursos para fazê-lo. Eles têm gente que Lewis acredita que será importante para a equipe. Paddy Lowe vem da McLaren e estou certo que isso se deve, em parte, ao fato de Lewis estar lá”, comentou, citando as grandes rivais da Mercedes. “A Red Bull é sua principal inimiga, entretanto, a Ferrari é mais competitiva neste começo de temporada do que no ano passado”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube