Temor de ineficácia faz governo britânico cancelar pedido de respirador da F1

O BlueSky, uma das frentes do Projeto Pitlane da F1, foi rejeitado pelo governo britânico. Pedidos foram cancelados após suspeitas de que o mecanismo não é útil na retirada de líquidos dos pulmões de infectados com Covid-19

Um dos modelo de respiradores desenvolvidos por equipes da Fórmula 1 talvez não seja tão eficiente assim na luta contra o coronavírus. O governo britânico anunciou que voltou atrás nos planos de comprar milhares de unidades do BlueSky, protótipo fruto de uma colaboração entre Red Bull e Renault. A justificativa é de que esse projeto em particular não traz todas as funcionalidades necessárias para combater sintomas da Covid-19.
 
De acordo com o governo britânico, o BlueSky não suporta mudanças frequentes de configuração, algo necessário para remover líquido dos pulmões, um dos principais impactos da Covid-19 sobre o corpo humano. O número total de pedidos originalmente feitos e agora cancelados não foi revelado.
A Fórmula 1 enfrenta obstáculos no combate ao coronavírus (Foto: Mercedes)
Os questionamentos sobre o BlueSky não derubam, entretanto, o Projeto Pitlane. A colaboração de sete equipes da F1 no desenvolvimento de respiradores segue de pé e ainda registra por volta de 20 mil pedidos, tanto para respiradores quanto para equipamentos análogos. Só que, com o BlueSku em xeque, as esperanças pairam principalmente sobre o CPAP, projeto capitaneado pela Mercedes.
 
O Projeto Pitlane reúne as sete equipes da F1 sediadas no Reino Unido – Mercedes, Red Bull, McLaren, Renault, Racing Point, Haas e Williams. A iniciativa é importante para um país em situação particularmente delicada durante a pandemia. Já são mais de 11 mil mortes, o que deixa os britânicos em quinto na lista de vítimas fatais. A situação chegou até mesmo ao alto escalão do governo: o primeiro ministro Boris Johnson contraiu o vírus e passou alguns dias em uma UTI antes de receber alta.
 
Paddockast #56
QUEM VAI SER O PRÓXIMO BRASILEIRO NA F1?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube