Terceiro, Bottas diz ter feito “o máximo que podia” após “largada difícil”

Bottas chegou ao México pressionado por um resultado que adiasse o título de Hamilton. Para o finlandês, conseguiu o melhor resultado que podia, depois dos problemas de ontem. Com o terceiro lugar, conseguiu impedir que Hamilton saísse com o hexacampeonato

Valtteri Bottas chegou ao GP do México 64 pontos atrás de Lewis Hamilton. A missão do finlandês era uma: tentar, ao máximo, adiar o hexacampeonato de seu companheiro de Mercedes. Na corrida, realizada neste domingo (27), Bottas não entregou o resultado que esperava, mas pelo menos garantiu que o britânico não encerrasse o campeonato hoje.
 
Depois da forte batida no final do Q3 no sábado (26), havia dúvida se Bottas conseguiria largar da sexta posição, devido à extensão dos reparos em seu carro. Os mecânicos da Mercedes foram ágeis e conseguiram deixar tudo pronto para a largada do GP.
 
Na corrida, a diferença foi o momento da parada. Enquanto Hamilton parou mais cedo, Bottas fez sua troca de pneus algumas voltas depois. Isso foi o suficiente para que Hamilton saltasse para liderança, enquanto o finlandês ficou atrás de Vettel, sem conseguir alcançar a Ferrari devido à sua velocidade nas retas. E antes do erro de Leclerc, teve sua posição ameaçada pelo monegasco, o que deixaria sua situação no campeonato ainda mais complicada.
Bottas conseguiu largar em sexto após forte batida no treino classificatório (Foto: AFP)
 

Bottas terminou a corrida em terceiro e viu Hamilton aumentar ainda mais sua distância na liderança, que foi de 64 para 74 pontos. Com 78 em disputa, Hamilton fica a apenas quatro pontos de dar o campeonato por encerrado.

 
Na entrevista após a corrida, conduzida por Jenson Button, Bottas afirmou estar feliz com o resultado após os problemas de ontem: “Foi um bom resultado, a largada foi difícil e perdi uma posição, acho que não poderia ter feito mais do que fizemos hoje”, comentou o finlandês.
 
Sobre a próxima etapa, ainda completou: “Tenho boa velocidade, confiança, espero continuar assim. Estou ansioso pela próxima corrida”.
 
A F1 volta a acelerar na semana que vem, no GP dos Estados Unidos. O final de semana começa na sexta-feira (1), com os treinos livres no circuito de Austin. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.
 

Paddockast #38
CORRIDAS POLÊMICAS DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube