Terceiro em Hungaroring, Ricciardo fala em “corrida louca” e dedica pódio a Bianchi: “Devo essa para ele”

Terceiro colocado em um tumultuado GP da Hungria, Daniel Ricciardo admitiu que pensou que sua corrida tinha acabado após os dois toques com Lewis Hamilton. Australiano dedicou pódio a Jules Bianchi, que morreu no último dia 17

A F1 chega à parada das férias depois de uma corrida para lá de tumultuada. O GP da Hungria deste domingo (26) foi marcado por uma série de toques e punições, além da largada ruim da Mercedes e a boa saída de Sebastian Vettel, que conquistou seu segundo triunfo no ano.
 
Apesar da muitas dificuldades enfrentadas pela Red Bull no ano, Daniel Ricciardo sai de Hungaroring com motivos para celebrar. O australiano conseguiu superar dois toques com Lewis Hamilton e um último esbarrão em Nico Rosberg para receber a bandeirada na terceira colocação, 25s atrás do ex-companheiro de Red Bull.
Daniel Ricciardo ficou com o terceiro posto no GP da Hungria (Foto: AP)
 “Foi uma corrida louca”, resumiu Ricciardo. “Teve contato na curva 1, aí danificou bastante e eu pensei que a corrida tinha acabado. Aí teve o toque com Lewis na relargada, e eu pensei que a corrida tinha acabado. E aí teve o toque com Nico no final”, listou o australiano, ainda no pódio.
 
De volta ao pódio após um longo jejum, Ricciardo dedicou o difícil top-3 a Jules Bianchi, que morreu no último dia 17 em decorrência das graves lesões sofridas no forte acidente do GP do Japão do ano passado.
 
“Nós fomos resilientes hoje, e deixei tudo na pista”, avaliou Daniel. “Acho que Jules gostaria que fosse desse jeito. Devo essa para ele”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube