Vandoorne admite “situação difícil” da McLaren, mas garante empenho para dar volta por cima: “Não podemos desistir”

Stoffel Vandoorne reconheceu a situação difícil vivida pela McLaren e, mesmo considerando que os problemas do time são de difícil solução, garantiu que segue empenhado em ajudar o time a dar a volta por cima

 
Stoffel Vandoorne não vê uma situação muito animadora na McLaren, mas nem por isso faz menção de pular do barco. O piloto de 24 anos, que faz sua primeira temporada na F1, falou em seguir trabalhando para melhorar a performance do MCL32 aos poucos.
 
Depois de um fim de semana bastante difícil na Austrália, Vandoorne não previu melhoras nas etapas seguintes, já que vê a McLaren fechando o pelotão.
Stofel Vandoorne garantiu empenho para melhorar situação da McLaren (Foto: McLaren)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Somos os últimos. Essa é a realidade do nosso verdadeiro desempenho”, disse Vandoorne. “É isso que vamos ver na China e no Bahrein”, previu.
 
À publicação francesa ‘Auto Hebdo’, Vandoorne garantiu que segue motivado, mesmo com os problemas de desempenho do MCL32 e da crise entre McLaren e Honda.
 
“Não, o entusiasmo ainda está lá”, garantiu. “Só tem 20 pilotos no grid e eu tenho sorte por ser um deles e estar em uma das melhores equipes. Então nada mudou, nada foi afetado”, seguiu.
 
“Sim, estamos em uma situação difícil, mas ainda estamos lutando”, frisou.
 
Mesmo reconhecendo que as dificuldades da McLaren não são de fácil solução, Vandoorne garantiu seu comprometimento em ajudar o time de Woking a dar a volta por cima.
 
“O problema que temos não pode ser resolvido rapidamente, então precisamos melhorar passo a passo e estou determinado a lutar por isso”, afirmou. “Não podemos desistir, porque estou apenas no início da minha carreira. Devo aprender muito e me acostumar com as pistas”, ponderou.
 
“Sei que estarei com a McLaren por um longo tempo, já que temos de trabalhar para ter um pacote competitivo no futuro”, concluiu.
 
DEBATE QUENTE SOBRE AS ESTREIAS DE F1 E MOTOGP. ASSISTA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube