Verstappen detona Vettel por “manobra ridícula” na largada em Sepang e diz: “Comprometeu a minha corrida”

Segundo colocado no GP da Malásia, Max Verstappen entende que poderia até vencido se não tivesse sido atrapalhado por Sebastian Vettel na largada em Sepang. O tetracampeão do mundo foi protagonista de um incidente que culminou com o toque em Nico Rosberg. O piloto da Mercedes seguiu na prova e foi o terceiro, enquanto o alemão da Ferrari abandonou. Verstappen teve de retardar a freada para evitar a batida

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Max Verstappen conquistou, no último domingo (2), seu quinto pódio na temporada 2016 do Mundial de F1. O segundo lugar do GP da Malásia, contudo, poderia ter se convertido em vitória, na visão do piloto holandês, que completou 19 anos em 30 de setembro. Verstappen se sentiu completamente prejudicado pela manobra de Sebastian Vettel na largada em Sepang e disse que teve de retardar a freada para não ser atingido pela Ferrari do tetracampeão. 
 
Max, que já foi criticado por Vettel por ter sido muito agressivo em algumas corridas, como os GPs da Hungria e da Bélgica por sua postura na disputa contra Kimi Räikkönen, desta vez disparou contra o alemão. Ao fim da primeira volta, o piloto da Red Bull passou apenas em quinto lugar, atrás de Lewis Hamilton, Daniel Ricciardo, Sergio Pérez e  Räikkönen.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Por fora, Verstappen evitou o contato com Vettel na largada do GP da Malásia (Foto: Red Bull Content Pool)
“Ele simplesmente mergulhou por dentro, freou tarde demais e bateu em Nico. E eu tive de evitar o acidente, que também comprometeu a minha corrida”, lamentou.
 
“Eu o podia vê-lo atrás de mim. Quis ganhar a corrida na primeira curva, o que, é claro, é ridículo. Eu o vi em meus retrovisores, então retardei a freada. Eu estava um pouco mais perto de Nico, mas ele mergulhou por dentro”, disparou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Na visão de Max, o resultado poderia ter sido muito melhor. Seu carro apresentou grande ritmo de corrida e o ajudou a reagir desde o começo, pulando para terceiro lugar logo na volta 3 do GP da Malásia. O abandono de Hamilton em razão da quebra de motor o colocou na briga pela vitória contra Ricciardo, que acabou levando a melhor e faturou seu primeiro triunfo no ano.

 
“Hoje eu não tive sorte desde a primeira curva. Caso contrário, a corrida teria sido completamente diferente”, finalizou.
PADDOCK GP #48 RECEBE DENNIS DIRANI E DISCUTE MOTOGP, STOCK CAR E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube