Verstappen diz que problema no Q2 impediu pole em Ímola: “Nós nos perdemos”

Max Verstappen quase não passou do Q2 após problema elétrico em sua Red Bull. O holandês foi ao Q3 e garantiu o terceiro melhor tempo, mas sentindo que não teve a melhor performance

A pole-position só é decidida no Q3, mas o Q2 já começou a aniquilar as chances de Max Verstappen. O holandês teve problemas elétricos na segunda sessão deste sábado (31) em Ímola e, mesmo progredindo à terceira com um carro novamente funcional, sente que “se perdeu” por conta dos entraves inesperados.

“Não foi uma classificação muito boa”, admitiu Verstappen. “Só fiz duas voltas no Q1 e aí você vai para o Q2 querendo uma volta rápida logo, mas aí encontra esses problemas. Não tive uma boa referência para o Q3, não tive muita aderência na minha volta também. A segunda foi um pouco melhor, mas seguiu difícil. No fim das contas, largar em terceiro não é ruim. Eu achei que a gente ia atacar mais eles [Mercedes], mas nos perdemos depois do Q2”, lamentou.

Max Verstappen volta a largar em terceiro (Foto: AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Verstappen já dava sinais desde o Q1 de que não tinha o ritmo necessário para incomodar a Mercedes para valer. Só que o Q3 trouxe uma diferença de rendimento maior do que a esperada, com o déficit para o pole Valtteri Bottas subindo para 0s567.

A boa notícia é que, mesmo com o problema elétrico comprometendo o Q2, Verstappen conseguiu avançar ainda utilizando pneus médios. Ou seja, o holandês segue capaz de acompanhar a estratégia da Mercedes e evita maior desvantagem.

Independente do resultado, Verstappen também pôde aproveitar um dia empolgante em uma pista agradável.

“A pista é muito legal, é bem divertido pilotar aqui. Eu achei que seria um pouco apertado demais para esses carros, mas as coisas não estão tão ruins”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar