Verstappen fala em diferença “bastante grande” da Red Bull para Ferrari e Mercedes: “Hoje está em 1s”

Max Verstappen não acredita que a Red Bull vai ter condições reais de lutar pela vitória no GP da China, neste fim de semana, porque entende que Ferrari e Mercedes ainda estão bem à frente neste começo de temporada. Contudo, o jovem holandês confia que a diferença seja sensivelmente reduzida com uma melhora geral do carro

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Quase duas semanas depois de ver Ferrari e Mercedes protagonizarem o GP da Austrália, Max Verstappen entende que a Red Bull novamente será coadjuvante no GP da China, a segunda etapa da temporada 2017 da F1, que acontece no próximo domingo (9). Na visão do jovem holandês, quinto colocado na corrida em Melbourne, a diferença que separa os taurinos das ponteiras neste começo de campeonato ainda é grande

 
Durante entrevista coletiva em Xangai nesta quinta-feira (6) ao lado de Sebastian Vettel, vencedor do GP da Austrália, e de Nico Hülkenberg, Verstappen se mostrou confiante em ver a Red Bull reduzir aos poucos a diferença que a separa de Ferrari e Mercedes. Mas a perspectiva para o fim de semana na China ainda é de uma larga distância para as ponteiras.
 
“Estamos trabalhando muito para termos um carro competitivo neste GP. E vamos tentar ficar mais próximos das equipes que estão na frente”, comentou o jovem piloto de 19 anos.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Max Verstappen confia no trabalho da Red Bull para reduzir diferença para as rivais (Foto: F1/Twitter)
“Porque agora, como vocês puderam ver, há uma diferença bastante grande, então vamos tentar ver se em uma pista normal como Xangai vai correr bem. Não sei [se vamos estar mais perto de Ferrari e Mercedes], temos de ver”, comentou.
 
Questionado sobre qual o tamanho da diferença que separa a Red Bull de Ferrari e Mercedes, Verstappen foi na linha do que disse recentemente seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, mas vê uma diferença um pouco maior. “É difícil de dizer. É uma diferença bastante grande, mas estou confiante de que podemos reduzi-la nas próximas corridas. Creio que hoje está em 1s”, quantificou.
 
Na visão de Max, é preciso uma melhora geral no RB13 para que seu carro esteja no mesmo patamar das rivais. “Acho que temos de melhorar o equilíbrio geral do carro, que está bem, mas precisamos melhorar um pouco mais de downforce, aderência, potência, um pouco de tudo.”
 
“Precisamos ter um carro eficiente nas retas para compensar os trechos mais lentos, de modo que precisamos ter as melhorias adequadas quanto ao motor”, complementou o piloto, que espera o quanto antes por atualizações para ver a Red Bull de volta à briga por vitórias. Por outro lado, Max não vê sua equipe sendo ameaçada pela Williams, por exemplo. Felipe Massa terminou atrás de Verstappen em Melbourne, em sexto lugar.

“Com certeza temos de melhorar, mas é o que há para o momento. Estamos trabalhando duro para conseguir novas peças e, assim que pudermos, vamos tentar buscar um pouco mais de ritmo e estar mais perto das duas equipes. Atrás de nós, no momento acho que há uma grande diferença. Acho que eu poderia ter feito duas paradas de boxes em Melbourne e ainda assim ficaria na mesma posição”, salientou.

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O holandês, contudo, poderá ter um trunfo neste fim de semana, já que a previsão do tempo oficial da F1 aponta 80% de chance de chuva para domingo. Na última corrida com chuva, Max deu show e foi o grande nome do GP do Brasil em Interlagos. Verstappen, porém, lembrou. “No ano passado o carro era mais competitivo que hoje”.

 
O GP da China, o segundo do campeonato, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Xangai AO VIVO e em TEMPO REAL.
 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube