Verstappen reage e lidera segundo treino do GP da Estíria. Ricciardo bate

Max Verstappen chegou a ter tempos deletados ao exceder os limites da pista, mas mostrou enfim uma boa performance com o carro da Red Bull e fechou a sexta-feira de treinos do GP da Estíria na frente. Valtteri Bottas foi o segundo do TL2, somente 0s043 atrás do líder, e foi seguido por Sergio Pérez e Lance Stroll, da Racing Point. Lewis Hamilton foi o sexto, enquanto Sebastian Vettel ficou somente em 16º

Max Verstappen, enfim, fez as honras da Red Bull na pista de casa e liderou o segundo treino livre do GP da Estíria. Na tarde desta sexta-feira (10) no Red Bull Ring, o holandês teve duas vezes tempos deletados por ter excedido os limites da pista, mas conseguiu reagir para fechar o dia na frente com 1min03s660, volta feita com pneus macios. Verstappen foi 0s043 mais rápido que Valtteri Bottas, vencedor do GP da Áustria no domingo passado.

O grande susto da tarde ficou por conta do acidente de Daniel Ricciardo. O australiano perdeu a traseira da sua Renault enquanto passava pela curva 9, rodou e bateu forte na barreira de pneus. Ricciardo saiu mancando de um carro que ficou destruído.

Na pista, novamente a Racing Point se destacou. Sergio Pérez, líder do treino da manhã, fechou em terceiro, 0s217 atrás de Verstappen, e foi seguido pelo companheiro de equipe, Lance Stroll. Carlos Sainz, com uma McLaren que comprova sua força neste começo de temporada, fechou o top-5, à frente de Lewis Hamilton, que jamais conseguiu encaixar uma boa volta no TL2.

Max Verstappen colocou a Red Bull na frente na tarde desta sexta-feira no Red Bull Ring (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Alexander Albon, com o segundo carro da Red Bull, escapou da pista duas vezes, chegou a andar na caixa de brita, mas terminou em sétimo, à frente da McLaren de Lando Norris. Charles Leclerc foi apenas o nono colocado, evidenciando uma Ferrari cheia de problemas e que não conseguiu reagir mesmo com as atualizações implementadas para o fim de semana. Sebastian Vettel, único a virar seu melhor tempo na tarde com pneus médios, foi somente o 16º. E Esteban Ocon, companheiro de Ricciardo na Renault, fechou o top-10.

Os pilotos voltam à pista na manhã de sábado com o TL3, marcado para 7h (horário de Brasília). A sessão classificatória, que corre risco de não acontecer em razão da previsão de tempestade em Spielberg, está agendada para 10h. O GRANDE PRÊMIO transmite ao vivo e em tempo real todas as atividades do GP da Estíria, segunda etapa do campeonato da Fórmula 1 2020.

Saiba como foi o segundo treino livre do GP da Estíria de F1

A sessão começou com forte calor: 30ºC de temperatura ambiente e mais de 50ºC no asfalto. O TL2 marcou o retorno dos titulares Antonio Giovinazzi e George Russell aos cockpits da Alfa Romeo e da Williams, respectivamente. Os dois pilotos foram substituídos na primeira sessão pelos suplentes Robert Kubica e Jack Aitken.

Por conta da possibilidade de a chuva impedir a realização da classificação, seja na tarde de sábado ou na manhã de domingo, pelo horário austríaco, a o regulamento determina que o resultado do segundo treino livre define o grid de largada. Ingrediente extra para a sessão que fechou a sexta-feira no Red Bull Ring.

O TL2 acabou ganhando, então, ares de classificação antecipada. Vários carros foram para a pista no começo do treino, com um amplo revezamento na liderança, que começou com Antonio Giovinazzi, passou para as mãos de Romain Grosjean, ficou com Charles Leclerc, Daniil Kvyat, Carlos Sainz e Sergio Pérez. Tudo isso com somente 10 minutos de sessão.

Grande destaque da manhã, com Pérez sendo o mais rápido, a Racing Point chegou a protagonizar 1-2 quando Lance Stroll virou 1min05s456 com pneus médios.

Daniel Ricciardo bateu forte ao escapar de traseira na curva 9 do Red Bull Ring (Vídeo: Reprodução/F1)

O treino foi interrompido com bandeira vermelha depois que Daniel Ricciardo escapou de traseira na curva 9 e bateu forte com a Renault na barreira de proteção. O australiano saiu mancando do carro, mas, após ter sido examinado no centro médico, foi considerado apto para correr, informou a emissora espanhola Movistar F1.

A bandeira verde foi acionada minutos depois, e aí Lewis Hamilton superou o tempo de Pérez e, com pneus médios, colocou a Mercedes na frente com 1min05s088. Em seguida, contudo, foi a vez de Valtteri Bottas superar o companheiro de equipe para tomar a liderança. Ao mesmo tempo, Max Verstappen queixava-se de falta de potência no motor Honda que empurra o carro da Red Bull.

A ‘Mercedes rosa’ voltou a andar bem nesta tarde no Red Bull Ring (Foto: Racing Point)

Lando Norris chegou a colocar a McLaren na frente, com pneus macios. Também com os compostos vermelhos, Pérez recolocou a ‘Mercedes rosa’ na liderança com 1min04s087. Stroll, Albon e Verstappen tiveram seus tempos deletados por excederem os limites da pista na curva 9.

Albon chegou a ficar parado na saída da curva 3 depois de rodar, mas conseguiu voltar para a pista. Já Verstappen colocou o Red Bull #33 na segunda posição, com pneus médios, 0s483 atrás de Pérez. Bottas chegou a deixar Max para trás antes de ‘Checo’ melhorar sua marca e cravar 1min03s877, 0s502 mais rápido que o finlandês.

Stroll conseguiu encaixar volta muito boa na sequência e passou em segundo, também com pneus macios, configurando um novo 1-2 da Racing Point. Verstappen veio forte minutos depois, quebrou a dobradinha rosa, mas não conseguiu bater Pérez, ficando momentaneamente em segundo. Contudo, o holandês perdeu novamente um bom tempo e voltou à sexta posição.

A Mercedes voltou a acelerar depois de ter vencido o GP da Áustria na semana passada (Foto: Mercedes)

A liderança da Racing Point durou bem, mas foi quebrada depois que Bottas anotou 1min03s703 para colocar a Mercedes no topo. Hamilton bem que tentou desbancar o companheiro de equipe, mas o hexacampeão simplesmente não encaixou a volta, errou no trecho final e ficou 0s703 atrás.

Verstappen finalmente fez uma volta decente, sem erros e sem exceder os limites da pista. O bastante para deixar Bottas para trás e subir para a ponta com 1min03s660. Hamilton conseguiu melhorar, mas continuou em sexto, 0s688 atrás.

A Ferrari, mesmo com as atualizações para a SF1000 — novos assoalho e asa dianteira —, foi muito discreta. Leclerc tinha 1s046 de desvantagem para Verstappen e aparecia só em nono, isso com pneus macios. Com os médios, Sebastian Vettel aparecia somente em 16º lugar.

Os minutos finais foram dedicados às simulações em ritmo de corrida. A sexta-feira terminou com Verstappen, Bottas e a dupla da Racing Point bem fortes, um Lewis Hamilton abaixo do esperado e a Ferrari escrevendo o segundo capítulo do seu calvário na temporada 2020.

Fórmula 1 2020, GP da Estíria, Red Bull Ring, treino livre 2:

1M VERSTAPPENRed Bull Honda1:03.660 27
2V BOTTASMercedes1:03.703+0.04336
3S PÉREZRacing Point Mercedes1:03.877+0.21743
4L STROLLRacing Point Mercedes1:04.241+0.58143
5C SAINZ JRMcLaren Renault1:04.333+0.67345
6L HAMILTONMercedes1:04.348+0.68827
7A ALBONRed Bull Honda1:04.437+0.77728
8L NORRISMcLaren Renault1:04.541+0.88131
9C LECLERCFerrari1:04.706+1.04634
10E OCONRenault1:04.746+1.08632
11P GASLYAlphaTauri Honda1:04.757+1.09736
12D KVYATAlphaTauri Honda1:05.050+1.39034
13K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari1:05.152+1.49223
14A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari1:05.365+1.70536
15G RUSSELLWilliams Mercedes1:05.588+1.92834
16S VETTELFerrari1:05.612+1.95239
17N LATIFIWilliams Mercedes1:05.655+1.99548
18K MAGNUSSENHaas Ferrari1:05.790+2.13036
19R GROSJEANHaas Ferrari1:06.096+2.43638
20D RICCIARDORenault 2
  Tempo 107%1:08.116+4.456 
      
RECV BOTTASMercedes1:02.93904/07/2020 
MVK RÄIKKÖNENFerrari1:06.95701/07/2018 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube