F1

Verstappen revela irritação com sorriso de Ocon antes de briga em Interlagos: “Nem se desculpou”

Max Verstappen foi tirar satisfação com Esteban Ocon após o toque dos dois em Interlagos. Ao ser recebido com um sorriso do francês, o holandês perdeu a calma e tentou resolver as coisas na mão na área de pesagem dos pilotos
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Câmeras flagram empurrões de Verstappen em Ocon após o GP do Brasil (Foto: Reprodução)

Max Verstappen tentava se controlar quando encontrou Esteban Ocon para debater o toque que mudou o GP do Brasil, mas não conseguiu. O holandês recorda que, quando a discussão começou na pesagem de pilotos, o que realmente causou a agressão através de empurrões foi o sorriso do francês.
 
“Sempre fica fácil falar depois. Eu só queria vê-lo e perguntar ‘como algo assim pôde acontecer?’”, disse Verstappen, convidado do programa ‘Peptalk’ da TV holandesa ‘Ziggo Sport’. “Ele imediatamente respondeu que ‘estava mais rápido do que eu’, e disse isso com um sorriso na cara. Eu tentei ser o mais positivo possível com meus mecânicos, mas é claro que esse segundo lugar não parece certo. Depois você ainda encontra alguém que nem se desculpa pelo que aconteceu e ainda reage de forma exatamente contrária à que você esperava”, apontou.
 
Na sequência, imagens de TV captaram Verstappen empurrando Ocon quatro vezes na área de pesagem. O francês aparece sorrindo, mesmo que de forma irônica.
Max Verstappen (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Os dois pilotos já têm uma história juntos. Ocon e Verstappen brigaram pelo título da F3 Europeia em 2014, com o francês levando o título. Questionado se a postura de Esteban na pista tinha a ver com a rivalidade de outrora, Max negou – mas não sem antes alfinetar.
 
“Ele [Ocon] não é meu competidor na F1. Eu só foco nas pessoas em que preciso focar, tentando superar pilotos que também têm bons materiais”, encerrou.
 
Ocon foi considerado culpado pelo toque com Verstappen na pista e recebeu um stop & go de 10 segundos. Max, por empurrar Esteban após a corrida, vai precisar cumprir dois dias de serviços comunitários como punição.

Apesar dos comentários de Verstappen, a dupla já dá os primeiros passos na tentativa de selar paz. Os rivais foram vistos apertando mãos em Interlagos após passagem pela sala de comissários da FIA.