F1

Vettel diz que Ferrari “estava claramente lenta” e que teve “nenhuma chance” de brigar na Austrália

Sebastian Vettel teve uma corrida monótona na abertura da temporada 2019: largou em terceiro, mas terminou em quarto após não ser capaz nem de brigar com Max Verstappen. Ainda contou com ajuda da Ferrari, que mandou Charles Leclerc não ultrapassá-lo, e depois da corrida reclamou de seu carro
Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo
A abertura da temporada 2019 da F1 não foi nada positiva para Sebastian Vettel: o tetracampeão largou em terceiro, não conseguiu segurar Max Verstappen, ficou fora do pódio e ainda teve que contar com ordens da Ferrari para não perder mais uma posição para Charles Leclerc

Com ritmo incrivelmente fraco em seu carro, Vettel foi obrigado a ver a Mercedes fazer dobradinha com Valtteri Bottas e também já largou atrás do rival da Red Bull na tabela de pontos. O jeito foi reclamar da situação.

"Acho que estávamos apenas lentos, mesmo", disse ele após a corrida em Melbourne. "Isso estava óbvio. Ficou claro desde o começo que eu não tinha chance alguma de brigar com qualquer um", seguiu.
Sebastian Vettel (Foto: AFP)
Ele também reclamou dos pneus: "Sofri com eles, precisamos analisar isso. Todos os outros pareceram não ter problemas com essa questão. Precisamos observar isso", completou.

Para Vettel, houve queda de rendimento em relação à pré-temporada: "O carro funcionava perfeitamente em Barcelona."

"Aqui ele não respondeu. Não temos uma repsosta ainda. Sabemos que o carro é muito melhor do que o que vimos neste final de semana."

Vettel abre, assim, a temporada com 12 pontos - já menos do que a metade do líder Bottas, que não só fez os 25 da vitórias, mas também o ponto extra de volta mais rápida do dia.

A segunda etapa da temporada 2019 do Mundial de F1 acontece em duas semanas com o GP do Bahrein, em Sakhir, na 999ª corrida da história da categoria.