Vettel lidera dobradinha da Ferrari e põe tempo em Hamilton no terceiro treino livre na China. Massa é quinto

No único treino livre 'pra valer' antes da sessão classificatória do GP da China, a Ferrari deu as cartas e se mostrou muito superior à Mercedes. Se a equipe prateada esconde o jogo ou não, só será possível saber logo mais. Mas Sebastian Vettel liderou o domínio do time de Maranello, com Kimi Räikkönen em segundo, Valtteri Bottas em terceiro e Lewis Hamilton atrás. Felipe Massa foi o quinto

#GALERIA(6982)
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Ferrari dominou o terceiro treino livre do GP da China de F1, realizado na manhã deste sábado (8) em Xangai. Na prática, foi o primeiro treino 'pra valer' depois da sexta-feira quase sem atividades de pista. Os carros de Maranello foram os mais rápidos, colocando a Mercedes com as 'barbas de molho' antes do treino classificatório. Sebastian Vettel cravou 1min33s336 e ficou com o melhor tempo, seguido por Kimi Räikkönen, seu companheiro de equipe, apenas 0s053 atrás.

A diferença foi bastante relevante para a Mercedes, que teve Valtteri Bottas à frente de Lewis Hamilton, ficando em terceiro com 1min33s707. O tricampeão do mundo, maior vencedor do GP da China, ficou apenas em quarto, 0s543 atrás do líder do campeonato e vencedor do GP da Austrália. Felipe Massa completou o rol dos cinco primeiros, sacramentando um bom treino para a Williams, que ainda colocou o novato Lance Stroll em oitavo.

Massa se colocou à frente dos dois carros da Red Bull. Usando como trunfo o motor Mercedes nas longas retas de Xangai, o brasileiro foi mais rápido que Max Verstappen, sexto, e Daniel Ricciardo, logo atrás. Jolyon Palmer, grande surpresa da sessão, fechou em nono, enquanto Carlos Sainz Jr. finalizou a lista dos dez primeiros.

A sessão classificatória que vai definir o grid de largada do GP da China acontece logo mais, a partir das 4h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Sebastian Vettel liderou o terceiro treino livre e se colocou como favorito à pole na China (Foto: BBC/Twitter)

Saiba como foi o terceiro treino livre do GP da China de F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Depois de uma sexta-feira pra lá de complicada pelo mau tempo e a neblina, o sol voltou a dar as caras em Xangai neste sábado, permitindo aos pilotos finalmente um dia em que finalmente os treinos seriam disputados em sua normalidade. Por consequência, a terceira sessão que, na prática, foi a primeira do fim de semana depois de apens 21 minutos de pista na sexta-feira, foi bastante movimentada, já que os competidores tinham de recuperar um pouco do tempo perdido.

Tão logo a pista foi liberada para o começo do terceiro treino, os pilotos logo deixaram o pit-lane para a execução das primeiras voltas de instalação. Jolyon Palmer e Nico Hülkenberg foram os primeiros a registrarem tempos na sessão. Por outro lado, Carlos Sainz seguia na pista, mas reclamava da falta de potência do motor Renault que empurra seu Toro Rosso.

As primeiras marcas com pista seca no fim de semana não tardaram a surgir. Logo Hülkenberg cravou 1min39s343 com o carro da Renault. Sebastian Vettel estava na pista e era o segundo nos minutos iniciais da sessão, até que Lance Stroll era o primeiro a andar abaixo de 1min39s com 1min35s586, mostrando serviço com o novo Williams FW40. A Red Bull, que foi a mais rápida no pouco tempo de primeiro treino livre, se colocou à frente pouco depois com Ricciardo, que anotava 1min37s411.

Asa T de Bottas se parte e se solta do carro da Mercedes (Foto: Reprodução/Twitter)

Durante uma tentativa de volta rápida, a asa T da Mercedes de Bottas se partiu do carro e acabu caindo na área de escape. Era mesmo um treino atípico com Ricciardo na frente, seguido por Sergio Pérez, Lance Stroll em terceiro e Sfoffel Vandoorne, da McLaren, na quarta posição. Felipe Massa aparecia em 12º.

Os carros da Mercedes e da Ferrari ocupavam posições intermediárias e indicavam uma programação de trabalho primeiramente em ritmo de corrida. Em contrapartida, a Red Bull forçava o ritmo com Ricciardo, que fazia a melhor parcial nos três setores da pista e anotava 1min35s647 com pneus supermacios. O recorde da pista, que é de Michael Schumacher em 2004, é de 1min32s238. Vandoorne, que guiava o McLaren-Honda MCL32 com modificações no assoalho, subia para terceiro.

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Enquanto Palmer cometia um erro e rodava durante sua volta, Verstappen buscava um tempo verdadeiramente competitivo, mas alcançava apenas o sétimo tempo. Mas quem assistia ao treino pela TV não conseguia ter acesso aos tempos, que não eram exibidos, assim como aconteceu durante boa parte do fim de semana na Austrália.

Hamilton, com pneus supermacios, dava sequência ao seu trabalho em simulação de corrida e tinha apenas o nono melhor tempo, ficando logo atrás de Vettel, pouco antes da primeira meia hora de sessão. Bottas vinha apenas em 11º, enquanto Ricciardo seguia na liderança, que passava a ser ameaçada por Kimi Räikkönen. Em sua volta lançada, o 'Homem de Gelo' marcou a melhor parcial nos três setores da pista e cravou 1min34s519 com pneus supermacios, bem mais rápido que o tempo da pole do ano passado: 1min35s402, que foi de Nico Rosberg.

Só que a marca de Räikkönen não permaneceu por muito tempo como a melhor do treino. Em seguida era a vez de Vettel ganhar a pista para a sua volta lançada. E o tetracampeão foi perfeito a registrar 1min33s336, apenas pouco mais de 1s do tempo do recorde de Xangai. Ricciardo continuava em terceiro, com Alonso surpreendendo em quarto, ainda que distante a quase 3s de Vettel, e Pérez fechava o top-5. Ficava a expectativa sobre os tempos da Mercedes em volta rápida. Na transmissão, a barra de tempos finalmente aparecia para o público.

Lance Stroll fez um bom treino em Xangai e fechou em oitavo lugar, comprovando a boa forma da Williams (Foto: Williams)

Já na metade final, os tempos de volta foram caindo. Räikkönen conseguia melhorar sua marca e mantinha o segundo posto com 1min34s476. Massa aparecia muito bem em terceiro, 1s756 atrás de Vettel. O brasileiro se colocava à frente dos dois carros da Red Bull, com Verstappen sendo mais rápido que Ricciardo. Na sequência, o australiano igualava o tempo de Massa, enquanto Stroll subia para sexto antes de ser superado por Nico Hülkenberg. Só faltava mesmo a Mercedes acelerar em ritmo de classificação.

Até que os carros da Mercedes finalmente deixaram os boxes com pneus supermacios quando o treino já se encaminhava para seu desfecho, entrando nos 20 minutos finais. O primeiro a fazer sua tentativa foi Bottas, que teve de lidar com o tráfego na pista. Ainda assim, o finlandês cravou 1min34s333, subindo para segundo lugar. Hamilton fechou sua volta rápida em seguida, mas também não conseguiu se aproximar da Ferrari, ficando 0s757 atrás de Vettel.

E para completar o sábado dominante da Ferrari no terceiro treino, Räikkönen cravou o segundo tempo, ficando 0s053 da marca de Vettel. Um treino perfeito para a Ferrari e preocupante para a Mercedes, como bem mostrou Toto Wolff nos minutos finais da sessão.

Nos últimos minutos, Bottas e Hamilton partiram para uma tentativa derradeira. O finlandês cnseguiu melhorar bem seu tempo e cravou 1min33s707, superando inclusive Lewis. O britânico ficou aquém do seu potencial e não passou de 1min33s879, 0s5 da marca estabelecida por Vettel, que se coloca assim como grande favorito à pole logo mais em Xangai.

F1, GP da China, Xangai, terceiro treino livre: 

1 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:33.336   20
2 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:33.389 +0.053 19
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN MERCEDES 1:33.707 +0.371 26
4 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:33.879 +0.543 25
5 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:34.773 +1.437 23
6 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:34.946 +1.610 20
7 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:35.092 +1.756 23
8 18 LANCE STROLL CAN WILLIAMS MERCEDES 1:35.182 +1.846 24
9 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:35.192 +1.856 21
10 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:35.223 +1.887 24
11 27 NICO HÜLKENBERG ALE RENAULT 1:35.449 +2.113 22
12 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN HAAS FERRARI 1:35.521 +2.185 22
13 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:35.626 +2.290 20
14 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:35.680 +2.344 22
15 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:35.804 +2.468 23
16 31 ESTEBAN OCON FRA FORCE INDIA MERCEDES 1:35.811 +2.475 24
17 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:35.912 +2.576 17
18 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:36.063 +2.727 25
19 2 STOFFEL VANDOORNE BEL McLAREN HONDA 1:36.221 +2.885 21
20 36 ANTONIO GIOVINAZZI ITA SAUBER FERRARI 1:36.705 +3.369 24
          1:39.870 +6.534  
               
RECORDE MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI 1:32.238 26/09/2004  
MELHOR VOLTA MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI 1:32.238 26/09/2004  

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube