F1

Vettel releva ordem da Ferrari para deixar Räikkönen passar: “Tentei superar Bottas e não funcionou”

Sebastian Vettel não teve um GP do Brasil dos sonhos. Com um acúmulo de problemas, não teve ritmo para acompanhar os adversários e terminou apenas em sexto. Em certo momento, ainda teve de abrir para Kimi Räikkönen a pedido da Ferrari, episódio que ele minimizou e disse não ver problemas
Warm Up, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de Interlagos
 Sebastian Vettel (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Sebastian Vettel não teve um GP do Brasil tão positivo. Com problemas nos pneus e no sensor, não teve ritmo para acompanhar os adversários, precisando deixar Kimi Räikkönen passá-lo. Apesar disso, o piloto minimizou qualquer mal-estar com a situação.
 
A disputa em Interlagos não foi das mais fáceis para o tetracampeão. Depois de largar da segunda colocação, enfrentou problemas e cruzou a linha de chegada apenas no sexto posto, enquanto seu companheiro apareceu no pódio, em terceiro.
Sebastian Vettel (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Após a corrida, além de ter falado que sofreu para fazer os pneus trabalharem da forma mais adequada, ainda encontrou problemas no sensor, que obrigou o piloto a usar ajustes que ele normalmente não está acostumado a adotar.
 
Com o acúmulo de problemas, Vettel bem que tentou, mas não conseguia alcançar Valtteri Bottas, que aparecia na terceira colocação. Então, veio a ordem da Ferrari: deixar o finlandês passar. E se isso incomodou o #5?
 
“Não, pelo contrário. Naquele momento, tentei tudo para ultrapassar Bottas, mas não funcionou. Então, a equipe me pediu para Kimi ultrapassar e ele o fez. Então não há nada para reclamar”, apontou.