Vettel se diz “focado apenas na Fórmula 1”, mas descarta ficar só para fazer número

Com futuro indefinido na categoria, Sebastian Vettel deixou claro que “se decidir continuar na Fórmula 1, será com o objetivo de vencer”. Por enquanto, o tetracampeão não considera correr em outras categorias

Sebastian Vettel chega a setembro ainda sem ter o futuro definido na Fórmula 1. Tudo o que se sabe até o momento é que as próximas 10 corridas que completam o incomum calendário de 2020 serão as últimas do tetracampeão como piloto da Ferrari. Nos últimos meses, muito tem se falado no paddock sobre a possibilidade de o alemão de 33 anos assinar contrato com a Aston Martin, futuro nome da Racing Point, para 2021, mas Seb garante não ter nada ainda assinado. O que o veterano sabe é que o foco segue sendo na Fórmula 1, mas só vai continuar se estiver em uma equipe competitiva e que tenha as vitórias como meta. Por isso, ainda não considera outras categorias como alternativa.

“Se decidir continuar na Fórmula 1, vou fazer isso com o objetivo de vencer. Não tenho a intenção de ficar no paddock só para participar, não ligo com recorde de corridas no meu currículo, mas agora não tenho novidades”, afirmou Vettel no último fim de semana.

“Não há nada de concreto que eu possa dizer sobre meu futuro no momento. Todos gostariam de guiar pela Ferrari, Mercedes e Red Bull, mas há muitas outras equipes que ambicionam vencer. Só estarei aqui em uma equipe competitiva”, garantiu.

Sebastian Vettel
Sebastian Vettel avisou que só continua na F1 se for em uma vaga competitiva (Foto: Ferrari)

O terceiro maior vencedor da história da F1, com 53 triunfos, revelou recentemente que chegou a conversar com a Renault, que recentemente assinou contrato de dois anos com Fernando Alonso, que vai regressar à categoria no ano que vem. E disse também que chegou a ter “conversas informais” com Racing Point, mas nada ainda está definido.

Além da Racing Point/Aston Martin, Mercedes e Red Bull ainda não definiram suas respectivas duplas para 2021. A escuderia hexacampeã do mundo aguarda a definição de Lewis Hamilton, enquanto o time taurino só tem garantida a permanência de Max Verstappen, que tem contrato até 2023.

“Não tenho muito interesse em assinar por uma equipe que não vai estar em posição de lutar por algo pelo qual não valha a pena lutar e ir em um bom caminho no futuro. Acho que a grande questão também são as regras para 2022. Obviamente, muitas equipes estão esperando mudar uma série de coisas. Então acho que temos de esperar e ver”, explicou.

Correr por outra categoria é algo que não foi descartado por Vettel, mas por enquanto os olhares ainda estão todos voltados para a F1.

“Certamente tento imaginar meu futuro fora da Fórmula 1, mas no momento gosto de pilotar lá. Claro, existem muitas categorias no automobilismo, mas não posso ser específico porque, por enquanto, não pensei muito nas alternativas. Não ouvi falar da Ferrari no WEC ou na Indy, posso perguntar a Mattia Binotto. Nós conversamos e posso perguntar a ele, mas no momento estou focado apenas na Fórmula 1, não considero alternativas”, disse.

Questionado se considera a chance de desempenhar um papel diretivo ou até mesmo de dono de equipe em algum momento no futuro, Vettel também não descartou tal possibilidade.

“Ouvi dizer que equipes da Fórmula 1 podem ser bem caras, então acho que preciso ser esperto nisso. Não sei… acho que não posso dar uma resposta a mais. Depende da posição exata e do desafio. Obviamente, tenho grande paixão e muito conhecimento do esporte, por isso, o tempo vai dizer”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube