Vettel surpreende Mercedes e coloca Ferrari na frente no último treino livre antes da classificação do GP de Abu Dhabi

Sebastian Vettel já havia sido ‘o melhor do resto’ na sexta-feira e agora acabou por surpreender a Mercedes. Andando com os ultramacios, o tetracampeão bateu Lewis Hamilton para liderar o terceiro treino livre do GP de Abu Dhabi neste sábado

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A última sessão de treinos livres da F1 em 2016 foi marcada por uma surpresa. E o responsável por isso foi Sebastian Vettel. Depois de ensaiar muito na primeira parte das atividades deste sábado (26), o tetracampeão voou pela pista de Yas Marina, superou a poderosa Mercedes e se colocou como homem mais rápido antes da definição do grid do decisivo GP de Abu Dhabi. O ferrarista fechou os trabalhos com a veloz marca de 1min40s775, colocando uma vantagem incômoda de 0s290 em cima de Lewis Hamilton, que tenta achar uma forma de tirar o título das mãos de Nico Rosberg neste fim de semana. Mas nem foi o tricampeão o segundo ou terceiro colocado neste TL3.

Ao  veloz Max Verstappen coube a posição entre a equipe italiana e os carros prateados. E o tem veio apenas nos instantes finais. Também de compostos de cor roxa, o holandês virou 1min40s912 e andou apenas 0s137 mais lento que o multicampeão, mas à frente de Kimi Räikkönen, que alcançou o top-3 depois da bandeira quadriculada. 

Os postulantes ao título viveram uma sessão diferente. Apesar de liderar na parte final, Hamilton acabou mesmo em quarto, enquanto o líder do campeonato foi apenas o quinto, quase quatro décimos atrás do compatriota ferrarista. Daniel Ricciardo pôs o outro carro da red Bull na sexta posição.

Entre os brasileiros, Felipe Massa foi o 14º em um treino bastante conturbado e com direito a rodada. Já Felipe Nasr terminou a atividades apenas em 19º.

Acompanhe toda a cobertura da decisão da F1 entre Hamilton e Rosberg no GRANDE PRÊMIO. Só aqui você segue treinos, classificação em corrida em TEMPO REAL

Sebastian Vettel foi o mais veloz em Abu Dhabi (Foto: Ferrari)

Confira como foi o terceiro treino livre do GP de Abu Dhabi da F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Homem que mais perto ficou da Mercedes na sexta-feira, Sebastian Vettel foi o primeiro a ir à pista de Yas Marian quando a luz verde autorizou o início da última sessão de treinos livres antes da definição do grid. E o alemão já saiu andando com os pneus ultramacios – os compostos mais velozes do fim de semana decisivo da F1 em Abu Dhabi. Romain Grosjean e Daniil Kvyat seguiram o tetracampeão. O russo, entretanto, nem bem iniciou a volta de instalação e já se queixava de uma falha de freios. Ainda assim, Kvyat foi quem abriu a tabela de tempos ao virar 1min49s133.

 
Não demorou nada, e a Mercedes, Red Bull e Force India também se juntaram aos rapazes da pista. E todos usando os pneus supermacios nestes primeiros minutos. Assim, Sergio Pérez bateu a marca de Kvyat e cravou 1min44s046. Mas esse tempo não foi páreo para a marca de Max Verstappen, que logo virou 1min42s461, impondo uma vantagem de 1s5 no mexicano. Aí Daniel Ricciardo também veio na mesma balada e se colocou ali em segundo, à frente de um Nico Rosberg, que também já andava com os supermacios.Pérez, Esteban Ocon, Pascal Wehrlein e Kvyat completavam os sete primeiros.
 
E isso durou até o momento em que Lewis Hamilton resolveu ir à pista. Igualmente calçado com os supermacios, o tricampeão surgiu na ponta da tabela com 1min42s120. Ao mesmo tempo, Ricciardo melhorou seu tempo e se pôs em segundo, a 0s281 do inglês. 
 
Enquanto isso, a Ferrari optava por uma tática diferente. A equipe italiana seguia sua avaliação de desempenho com os compostos ultramacios. E foi assim que Vettel iniciou seu stint, andando com pneus usados, inclusive. E se colocou rápido com 1min42s034, superando em apenas 0s086 a melhor marca de Hamilton. Na volta seguinte, o tetracampeão foi ainda melhor e colocou mais 0s163 em cima do britânico.
Kimi Räikkönen se colocou na frente na primeira parte do TL3 em Abu Dhabi (Foto: Ferrari)
Neste meio tempo, Rosberg também melhorou, mas ainda vinha atrás de Vettel e Hamilton. Kimi Räikköne também veio na mesma configuração de Vettel, mas não se conseguiu se colocar entre os carros da Mercedes em um primeiro momento. Na verdade, o finlandês obteve apenas a sexta melhor marca. E foi apenas na segunda tentativa que o nórdico mostrou o real desempenho, cravando o primeiro tempo em 1min41s700 – a diferença para o companheiro ferrarista ficou em 0s257. 
 
Aí Ricciardo também decidiu andar com os ultramacios – mas novos. E em cima dos compostos de cor roxa, o australiano virou 0s131 mais lento que o líder finlandês. Já a vantagem para a Mercedes estava em 0s420.
 
E foi diante desse cenário que o treino chegou aos 30 minutos. E a ordem era: Räikkönen, Ricciardo, Vettel, Hamilton, Rosberg, Verstappen, Valtteri Bottas, Felipe Massa, Jenson Button, Fernando Alonso, Sergio Pérez, Esteba Gutiérrez, Romain Grosejan, Jolyon Palmer, Kevin Magnussen, Ocon, Marcus Ericsson, Felipe Nasr, Kvyat e Carlos Sainz. Nico Hülkenberg sequer pode registrar tempo devido a uma vazamento de combustível em seu Force India – o alemão, no entanto, conseguiria voltar à pista na parte final da sessão.
Lewis Hamilton chegou a liderar o TL3 em Abu Dhabi (Foto: Mercedes)

Perto da marca dos 20 minutos finais, a Mercedes mandou seus dois pilotos com os ultramacios. E como era de se esperar, ambos logo se colocaram à frente. Hamilton foi o melhor, com 1min14s065, 0s103 mais veloz que Rosberg, o segundo colocado. O desempenho ainda foi mais de meio segundo mais rápido que a marca anterior conquistada por Räikkönen com os mesmos pneus. 

Só que aí Vettel e a Ferrari voltaram à pista, também usando os ultra, mas novos desta vez. Assim, o tetracampeão acertou uma boa volta para assinlar 1min40s775, jogando Lewis para segundo e com uma vantagem de 0s290. E houve quem melhorasse ainda mais.

Enquanto os carros prateados foram aos boxes – Lewis chegou a se queixar de uma repentina perda de potência e dos freios, embora a equipe não tenha encontrado nada de errado -, a Red Bull mandou seus dois comandados ao trabalho, seguidos por Räikkönen. E todos de pneus ultramacios. Assim, Verstappen logo se colocou em segundo, batendo Hamilton, que ainda seria superado pelo campeão de 2009. E assim terminou a última sessão antes da classificação.

A definição do grid de largada para a derradeira prova da F1 em 2016 acontece logo mais, a partir das 11h (de Brasília).

F1, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, Treino Livre 3:

1 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:40.775   16
2 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:40.912 +0.137 21
3 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:40.999 +0.224 14
4 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:41.065 +0.290 14
5 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:41.168 +0.256 18
6 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:41.831 +1.056 20
7 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:41.885 +1.110 18
8 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:42.067 +1.292 13
9 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:42.076 +1.301 19
10 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX HAAS FERRARI 1:42.354 +1.579 15
11 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:42.585 +1.810 13
12 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:42.616 +1.617 17
13 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:42.664 +1.889 14
14 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:42.683 +1.908 19
15 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:42.805 +2.030 17
16 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN RENAULT 1:43.057 +2.282 17
17 94 PASCAL WEHRLEIN ALE MANOR MERCEDES 1:43.145 +2.370 16
18 55 CARLOS SAINZ JR. ESP TORO ROSSO FERRARI 1:43.301 +2.526 10
19 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:43.417 +2.642 21
20 31 ESTEBAN OCON FRA MANOR MERCEDES 1:43.733 +2.958 14
21 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO FERRARI 1:44.105 +3.330 12
22 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:44.238 +3.463 20
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube