Vettel vê volta de Kubica à F1 como grande história, mas questiona motivo: “Por que não fez isso antes?”

Tetracampeão, Sebastian Vettel afirmou que vê o retorno de Robert Kubica à F1 como uma “grande história para ele”, mas não hesitou em questionar a motivação do polonês em buscar a volta ao Mundial só agora

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel entende que o retorno de Robert Kubica à F1 será uma "grande história", mas não hesitou em questionar a razão pela qual o polonês decidiu só agora voltar ao grid. 

 
Em 2011, durante a fase de pré-temporada, Kubica sofreu um gravíssimo acidente enquanto disputava uma prova de rali na Itália. A batida foi tão violenta que quase afastou de vez o piloto das pistas devido às sérias lesões que adquiriu. Passados pouco mais de seis anos e após retomar as atividades em competições de rali e corridas de longa duração, Robert intensificou a preparação, testou com a Renault neste ano e agora pavimenta a volta à F1 por meio de um acordo com a Williams, como antecipado pelo 'Diário Motorsport', parceiro do GRANDE PRÊMIO.
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Acho que foi muito trágico o que aconteceu com ele", disse Vettel em entrevista à edição de domingo do jornal 'Blick'. "Ele foi considerado um futuro campeão. Mas não entendo por que ele está buscando um retorno só agora. Por que não fez isso antes", questionou o tetracampeão.

 
"Para ele, é uma grande história, mas, por outro lado, é uma situação infeliz para os jovens pilotos que também estão trás desse cockpit", completou o ferrarista.

Nico Hülkenberg também concorda que o retorno de Kubica será uma grande história para a F1. "Em testes, deu para ver que ele tem ritmo. Mas você não consegue simular a ação de uma primeira volta em Mônaco ou em Singapura", afirmou o piloto da Renault.

 
"Espero que ele possa competir no mais alto nível, mas só veremos isso quando ele estiver no carro no próximo ano", acrescentou.
FIM DE UMA GERAÇÃO

GIAFFONE: “BRASIL TEVE SORTE POR TER PILOTOS POR TANTO TEMPO NA F1”

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube