Villeneuve foge de polêmica após acusação “ridícula” e vê Verstappen manipulado: “Alguém está dizendo como agir”

Jacques Villeneuve certamente se assustou quando viu que Max Verstappen o chamou de assassino. O campeão de 1997 preferiu não ir muito longe no bate-boca, mas falou que vê Max sendo manipulado por alguém que diz como deve agir, pensar e guiar

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Dentre todas as declarações ligadas aos incidentes entre Max Verstappen e as Ferrari no GP da Bélgica, um confrontamento chamou mais a atenção. Foi o entre Verstappen e Jacques Villeneuve. A reação do holandês, ao culpar Villeneuve pela morte de um fiscal de pista em 2001, foi levada como uma passada monstruosa dos limites. Jacques preferiu não alimentar muito mais a polêmica, mas implicou que "alguém" está dizendo a Max o que fazer.

 
O campeão mundial de 1997 afirmou que não quer começar uma briga, especialmente após uma resposta tão descabida a um comentário estritamente esportivo, o de que Max ainda vai "matar alguém" se não tomar controle dos hormônios na pista. 
 
"Eu fiz um comentário lógico sobre o que aconteceu na pista, e isso agora foi muito além. É inapropriado e falta de respeito com a família. Não tenho mais a falar sobre. Não há briga a começar. É simplesmente ridículo", disse.
 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});
(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"Obviamente alguém está dizendo a ele como pensar e, se for a mesma pessoa dizendo como guiar e agir na pista, então é muito preocupante para alguém", afirmou. Como se sabe, Max tem no pai, Jos Verstappen, o espelho. 

Verstappen (Foto: Red Bull Pool Content)
O holandês também voltou a falar sobre o assunto após o treino de classificação para o GP da Itália. Reiterou que ele defendeu a família do fiscal morto num acidente envolvendo Villenueve e Ralf Schumacher no GP da Austrália de 2001. Na ocasião, Graham Beveridge acabou acertado por uma roda que se soltou da BAR de Jacques. Ele morreu pouco depois.
 
"Para ser claro, eu disse que foi desrespeitoso com as famílias o fato de falar sobre mortes, e eu estava me referindo ao incidente que aconteceu em 2001. Mas não escreveram que eu estava defendendo a família, que foi desrespeitoso do lado dele de comentar sobre mortes", reafirmou.
 
Por fim, Verstappen ainda deu um passo atrás para afirmar que não chamou Villeneuve de assassino. "Eu não disse morte por tipo de pilotagem, disse morte por acidente mortal. No fim das contas, foi uma roda. Ainda está no carro, não?", ironizou.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube