F1

Williams anuncia primeiro patrocínio pós-Martini e fecha com petrolífera apoiadora de Kubica para 2019

A polonesa PKN Orlen vai estampar sua marca nos aerofólios, bico, laterais do carro e retrovisores do novo FW42 que vai ser guiado por Robert Kubica e George Russell. A empresa espera a autorização da Comissão Europeia para sacramentar a fusão com a Lotos
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Robert Kubica (Foto: AFP)
Dias atrás, a Williams confirmou a contratação de Robert Kubica como um dos titulares para a temporada 2019 da F1, formando dupla com o novato britânico George Russell. Ao longo dos últimos meses, o polonês buscou apoiadores do seu país e até chegou a se reunir com o premiê local para garantir patrocínio e voltar ao grid do Mundial. Nesta quinta-feira (29), a escuderia de Grove anunciou a parceria com a petrolífera PKN Orlen como nova patrocinadora, sendo a primeira marca confirmada pela Williams depois da saída da Martini. A Orlen foi uma das empresas visitadas por Kubica na sua jornada em busca de patrocínios para 2019.
 
Nos últimos anos, Kubica foi patrocinado por outra petrolífera polonesa: a Lotos. A empresa, sediada em Gdańsk, está em vias de ser adquirida pela Orlen, empresa que tem atuação não apenas na Polônia, mas está presente em mais de 90 países espalhados por todos os continentes. 
 
A Williams explicou, em comunicado, que a Orlen vai estampar sua marca nos aerofólios, bico, laterais e retrovisores do novo FW42, ocupando o lugar que nos últimos quatro anos foi ocupado pela Martini, a patrocinadora principal da escuderia britânica até o fim deste ano, quando encerra o acordo.
A Orlen vai ser a nova patrocinadora da Williams em 2019 (Foto: Williams/Twitter)
Claire Williams, chefe-adjunta da equipe britânica, destacou a nova parceria. “Estamos satisfeitos em anunciar que a PKN Orlen vai ser parceira da Williams para a temporada 2019. A Williams é sinônimo de tecnologia, inovação e engenharia de alto nível, e essas sinergias com a PKN Orlen vão ajudar a impulsionar nossa parceria”.
 
CEO e presidente do Conselho de Administração da empresa polonesa, Daniel Obajtek comemorou a chance de estampar a marca da PKN Orlen em uma equipe icônica da F1, além de representar novos tempos no país com o retorno de Kubica ao grid.
 
“A cooperação entre a PKN Orlen e a Williams inicia uma nova era do esporte a motor na Polônia, além de construir o alcance global da nossa marca. Vale lembrar que o Grupo Orlen possui ativos em cinco países da Europa e na América do Norte hoje. Nossos produtos estão disponíveis em mais de 90 países ao redor do mundo. Isso significa que estamos procurando canais de comunicação globais para estabelecer uma posição internacional”, disse o executivo.
 
“O envolvimento na F1 é uma das mais efetivas formas de promover nossa marca através do patrocínio esportivo, e estamos felizes por entrar no esporte com a Williams. Com a equipe tendo anunciado Robert Kubica como piloto para 2019, o único piloto a ter participado da F1, queremos acompanhá-lo na sua jornada de volta ao topo”, complementou.