Williams busca permissão da Red Bull para contar com Albon ainda em 2021

Williams vai conversar com a Red Bull para tentar incorporar Alexander Albon, reforço para 2022, logo após a última corrida deste ano, em Abu Dhabi

Paddock GP #259 faz prévia do GP da Turquia de F1

A Williams já anunciou sua dupla de pilotos para a temporada 2022: Nicholas Latifi terá como companheiro de equipe Alexander Albon que substitui George Russell. O tailandês retorna à Fórmula 1 um ano após deixar a categoria para ser piloto de testes da Red Bull. E de acordo com o presidente da Williams, a equipe austríaca será consultada sobre a participação do jovem de 25 anos ainda este ano.

“O contrato, é claro, começa em janeiro”, explicou Josh Capito, CEO da equipe de Grove. “Mas acho que vamos conversar com a Red Bull e ver o que podemos fazer, se ele deixa de trabalhar com eles após a última corrida. Ele faz muita preparação no simulador. Eles poderiam parar após a última corrida para ele participar com a gente”, emendou.

Apesar de ser piloto da Red Bull, Albon passará a fazer parte da Williams em 2022 sem nenhuma conexão com a marca austríaca de energéticos, de acordo com Capito. A única coisa que vai relembrar os touros da marca é seu patrocínio pessoal, da Red Bull da Tailândia, que fica estampada em seu capacete.

“Sempre dissemos que ele será um piloto apenas da Williams, sem contrato com a Red Bull. O que ele tem é a Red Bull da Tailândia, seu patrocinador pessoal e envolvido durante toda sua carreira”, revelou. “Ele tem o direito de ter patrocinadores pessoais, então continuará com a Red Bull como patrocinador. Mas não é uma conexão Williams-Red Bull”, assegurou o dirigente.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

ALEX ALBON; JOST CAPITO; WILLIAMS;
Alex Albon assina contrato com a Williams ao lado de Jost Capito (Foto: Williams)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Apesar disso, o contrato de Albon com a Red Bull vai até o final deste ano, por isso a necessidade da Williams de consultar a marca austríaca para incorporar Albon “logo após a bandeirada em Abu Dhabi”. O chefe de desempenho da equipe, Dave Robson, revelou que o contato da escuderia com Albon foi mínimo até aqui, já que ele ainda é um piloto Red Bull.

“Tivemos algum tempo com ele, mas ele continua piloto deles até o final da temporada”, disse. “Então existe pouca coisa que possamos falar com ele no momento. Nos apresentamos, mas nada muito além disso. As coisas vão ficar para o final do ano, quando ele não estiver mais na Red Bull”, encerrou.

LEIA TAMBÉM
Norris revela problemas de saúde mental em ano de estreia na F1: “Me sentia depressivo”
Grosjean se diz “apaixonado” por carro da Indy em primeira temporada e ressalta “liberdade”
Norris diz que conselhos de “ídolo” Hamilton “significam mais” que de outros pilotos

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar