Feliz por novo horizonte na carreira, Grosjean revela: “Eu me apaixonei pela Indy”

Apaixonado pela Indy, Romain Grosjean ressaltou a liberdade de empreender o próprio estilo de pilotagem e também a chance de lutar por grandes coisas

Após deixar a Haas no final de 2020, inclusive passando por um acidente assustador no que se tornou sua corrida de despedida da Fórmula 1, Romain Grosjean parece ter se encontrado na Indy. Em 13 corridas no seu ano de estreia, o franco-suíço de 35 anos conseguiu ir ao pódio três vezes pilotando pela Dale Coyne, além de ter assegurado uma pole-position e uma volta mais rápida. E os resultados só confirmam o que Grosjean afirma: está em um caso de amor pelo novo horizonte nos Estados Unidos.

“Eu me apaixonei pela Indy”, afirmou Romain, dono de 179 GPs disputados e dez pódios na Fórmula 1. “Como piloto, tenho muita liberdade com meu estilo de pilotagem e posso ser competitivo em qualquer equipe”, disse o piloto em entrevista veiculada pelo site PlanetF1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Romain Grosjean definitivamente se encontrou na Indy (Foto: Indycar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em sua última temporada de F1, pilotando pela Haas, Grosjean não possuía um equipamento que lhe possibilitasse brigar por grandes coisas. Na Indy, por outro lado, o piloto mostrou grande performance, como nos GPs de Gateway e Laguna Seca, em que o francês fez uma série de ultrapassagens.

E não foram apenas os espectadores que se impressionaram com o desempenho de Grosjean. A maior “liberdade” ao qual o piloto se refere lhe rendeu um novo contrato para 2022, desta vez pilotando pela Andretti, uma das equipes que, ao lado de Penske e Ganassi, formam o trio-de-ferro da Indy.

Na nova equipe, a tendência é de que Romain possua um carro melhor e tenha ainda mais possibilidades de buscar a vitória. Grosjean vai assumir o #28, que nas últimas temporadas foi pilotado por Ryan-Hunter Reay. Piloto melhor colocado da Andretti em 2021, Colton Herta conseguiu terminar o campeonato em quinto.

LEIA TAMBÉM
Norris revela problemas de saúde mental em ano de estreia na F1: “Me sentia depressivo”
Mercedes vê “pontas soltas” e admite desperdício de pontos em briga com Red Bull
Schumacher discorda de chefe e vê como “desnecessário” reserva experiente na Haas

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar