Williams diz que “apostou tudo em volta incrível” de Russell no Q3 na Bélgica

Jost Capito exaltou a jornada de George Russell neste sábado em Spa-Francorchamps: "A performance dele foi incrível"

O acidente de Lando Norris na classificação do GP da Bélgica de F1 (Vídeo: F1)

Quatro semanas depois de comemorar a conquista dos primeiros pontos na temporada 2021 da Fórmula 1, a Williams voltou a sorrir. Jost Capito, CEO e chefe da lendária equipe sediada em Grove, comemorou o segundo lugar surpreendente de George Russell no grid do GP da Bélgica. O feito do britânico logrado no fim do Q3 alçou a Williams a um lugar que não frequentava há quase quatro anos. Afinal, a atual oitava colocada no Mundial de Construtores não ia à segunda fila do grid desde o longínquo GP da Itália de 2017, quando Lance Stroll partiu da mesma segunda posição após classificação igualmente chuvosa em Monza.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Ainda que o chefão garanta que a ida ao Q3 já era suficiente para equipe, ao perceber a possibilidade de conquistar um resultado histórico, a Williams decidiu arriscar e apostou todas as fichas em Russell, que correspondeu na pista e brilhou em meio ao caos em Spa-Francorchamps.

GEORGE RUSSELL; WILLIAMS;
George Russell festeja a primeira fila surpreendente do GP da Bélgica (Foto: Williams)

“No Q3, não tínhamos nada a perder. Apenas chegar ao Q3 já era um grande sucesso. Nesta situação, você consegue montar uma estratégia que faz pensar: ‘Certo, posso apostar tudo que tenho em uma volta’. Você pode conseguir ou não. E o George [Russell] sabia que conseguiria, mesmo nestas condições, tirar o que queríamos em uma volta. A performance dele foi incrível”, exaltou o dirigente alemão.

Já com a corrida de domingo em mente, Capito manteve a postura de franco-atirador e garantiu que a Williams vai tentar aproveitar a situação inédita para garantir um resultado memorável, já que o último pódio dos britânicos foi conquistado no GP do Azerbaijão de 2017, quando Stroll, hoje na Aston Martin, foi o terceiro colocado.

Quando o assunto são vitórias, o jejum é ainda maior: o último triunfo da gloriosa Williams foi no GP da Espanha de 2012, conquistado pelas mãos do venezuelano Pastor Maldonado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Vamos analisar a previsão do tempo para amanhã e vamos com tudo para cima. Mas é muito cedo para dizer, já que nunca traçamos uma estratégia baseada no resultado da classificação. Então teremos algum tempo para discutir e encontrar uma solução. Mas como digo, é assim que o clima funciona. Defendo que é melhor sorrir na chuva do que chorar no sol. Eu gosto de pensar assim”, concluiu.

Possível futuro chefe do britânico na Mercedes, Toto Wolff, também celebrou a atuação do pupilo.

“Você precisa canalizar tudo em apenas uma volta na pista, e por um sopro ele não conquistou a pole-position. Então, parabéns. Acho que agora sabemos qual a nossa situação, o que temos e o que Russell pode fazer. Hoje foi apenas uma confirmação da capacidade dele”, vibrou o austríaco.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar