Williams diz que pretende seguir na F1 por “longo tempo” e minimiza crise: “Nunca houve momento fácil”

Sir Frank Williams reafirmou o compromisso de seu lendário time com a categoria: “Enquanto existir a F1, nós estaremos lá e vamos levar esta equipe de volta ao caminho do sucesso”, afirmou

Sir Frank Williams é hoje uma figura rara na F1. Um dos últimos representantes dos ‘garagistas’, o britânico, hoje com 71 anos, construiu uma carreira singular como dono de equipe. Desde que fundou seu time, Williams conquistou sete Mundiais de Pilotos, outros nove de Construtores, 114 vitórias, 127 poles e 131 voltas mais rápidas, colocando seu sobrenome entre os mais vencedores da história da categoria. Entretanto, os dias atuais não tem sido fáceis: neste ano, após seis etapas, a Williams sequer marcou pontos, consolidando o pior início de temporada da história. Ainda assim, Sir Williams não perde a motivação e garante que seu sobrenome seguirá na F1 por muito tempo.

Como prévia do GP do Canadá, Williams deu uma entrevista ao diário ‘Montreal La Presse’. Ao periódico, o dirigente britânico reafirmou que sua equipe continuará na F1. Uma das reafirmações da ambição do time foi o recente contrato com a Mercedes para fornecimento de motores a partir de 2014.
Lenda da F1, Frank Williams garante que sua equipe seguirá por muito tempo no grid (Foto: Williams/ Glenn Dunbar/ LAT Photographic)

“Nós podemos sonhar que nós vamos continuar indefinidamente, e, sinceramente, eu espero por isso. Enquanto existir a F1, nós estaremos lá e nós vamos levar esta equipe de volta ao caminho do sucesso”, afirmou.

“Todo mundo é fascinado por carros, barcos e aviões, e isso jamais mudará. A paixão e a competição no esporte nunca mudarão, e esperamos fazer parte disso por um longo tempo”, garantiu Williams.

Quanto à má fase da equipe nesta temporada, Frank Williams minimizou e disse que até mesmo na época de ouro da equipe os tempos não eram fáceis. “Nunca houve momento fácil para a Williams. A época em que estávamos vencendo foi menos difícil, mas, ainda assim, muito difícil. Os tempos da suspensão ativa foram muito difíceis, mas mais fáceis do que agora, porque era possível ter uma vantagem definitiva”, disse.

“Os ganhos de tecnologia entre os anos 90 e 2000 foram substituídos por ganhos em aerodinâmica, e isso foi mais difícil para todas as equipes”, destacou Sir Frank Williams.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube