FIA dobra barreira de pneus e aumenta proteção no trecho do acidente fatal de Hubert

Um ano depois da morte do piloto francês, proteção contra impacto será reforçada na curva Raidillon

No retorno do Universo Fórmula 1 ao circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, após o acidente fatal de Anthoine Hubert, na edição de 2019, a barreira de pneus na qual o francês bateu foi modificada e contém o dobro de proteção em relação a um ano atrás.

A proteção em questão está na Raidillon, muito veloz quarta curva de Spa que precede a famosa Eau Rouge. Em 2019, a barreira de pneus ao longo da curva ocupava quatro fileiras por quase toda a extensão, mas diminuía para duas fileiras no trecho onde está a saída do pit-lane alternativo do circuito. Neste ano, serão quatro filas também nessa parte.

O acidente em questão aconteceu na primeira corrida da Fórmula 2 no GP da Bélgica passado. Hubert quebrou a asa dianteira ao tocar o carro de Ralph Boschung, após a dupla desviar de um acidente envolvendo Giuliano Alesi, que sofrera com perda da pressão dos pneus. Sem controle do carro, Hubert foi em direção à barreira a 216 km/h, o que rendeu um impacto de 33.7 em Força G.

Após a pancada, o carro voltou para a pista e foi acertado em ‘T’ por Juan Manuel Corrêa. Hubert não resistiu ao acidente e morreu no mesmo dia, enquanto Corrêa sofreu graves lesões nas pernas e segue em recuperação.

“Após o impacto e a absorção de energia pela barreira, o carro foi ejetado e continuou a viajar na direção da corrida enquanto rodava, de forma que o lado esquerdo do chassi estava de frente para o fluxo dos carros na área de escape da curva quatro”, disse o relatório da equipe-técnica da FIA naquele dia.

Hubert tinha 22 anos e era o campeão vigente da antiga GP3, atual F3.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube