F2

Presidente da FIA, Todt elogia Mick Schumacher e faz apelo: “Devemos deixá-lo em paz”

Atual presidente da FIA, Jean Todt exaltou o filho do heptacampeão mundial, que vai fazer sua primeira temporada pela F2 em 2019. O ex-chefe de Michael Schumacher nos tempos de Ferrari fez um apelo para que o herdeiro tenha paz para seguir sua trajetória nas pistas
Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Presidente da FIA, Jean Todt elogiou Mick Schumacher durante o Salão de Genebra. Em conversa com jornalistas nesta terça-feira (5), Todt comentou sobre o filho do heptacampeão mundial Michael Schumacher. O piloto alemão, que a partir deste ano integra a Academia de Pilotos da Ferrari, vai fazer sua estreia na Fórmula 2, último degrau antes da F1, correndo pela equipe italiana Prema nesta temporada 2019.
 
Jean, que foi chefe de equipe de Michael na Ferrari durante toda a sua passagem, descreveu Mick como simples, honesto e leal. "Ele não é mimado por este mundo, e você pode ser mimado facilmente", disse Todt. 
Jean Todt quer que Mick Schumacher tenha tranquilidade para dar sequência à carreira (Foto: FIA F3)
"Estou muito feliz pelo Mick Schumacher. Conheço ele desde que era um bebê, eu o amo, tem ótimo caráter, e devemos deixar ele em paz", comentou Jean sobre o enorme assédio que o jovem de 19 anos vive por ser filho do heptacampeão, que hoje está em coma.
 
Todt, que sempre teve uma relação amigável com Michael e acompanha Mick desde a infância, também afirmou que seguirá os passos do garoto, que foi campeão da F3 Euro em 2018.
 
"Ele está demonstrando ser um piloto muito talentoso. Acima disso, ele é um ótimo garoto, muito humilde, bem educado. Vou segui-lo de perto do jeito que sempre fiz", finalizou. 
 
 
Nesta semana, Mick e todo o grid da F2 voltam à pista para mais uma sessão de pré-temporada, desta vez no circuito da Catalunha, em Barcelona.
 
A temporada 2019 da F2 começa no dia 30 de março, com a rodada dupla inaugural no Bahrein.