Shwartzman vence corrida 2 da Fórmula 2 no Bahrein e Schumacher fica perto do título

Com o grid invertido, Robert Shwartzman largou na pole e venceu de ponta a ponta a prova, com Nikita Mazepin em segundo. Pedro Piquet era o terceiro quando enfrentou um problema no carro a duas voltas para o fim. Mick Schumacher foi o sétimo e, com a corrida errática e sem pontos de Callum Ilott, está com uma mão na taça

Robert Shwartzman voltou a vencer na sua temporada de estreia na Fórmula 2. O russo de 21 anos, que chegou a despontar como candidato ao título e até liderou o campeonato após as primeiras corridas, triunfou pela quarta vez em 2020 depois de ter largado na primeira posição no grid invertido da corrida 2 da Fórmula 2 no Bahrein, na tarde deste domingo (29). De ponta a ponta, o piloto da Prema não deu chances aos rivais para faturar a vitória em Sakhir. Seu companheiro de equipe, Mick Schumacher, também teve motivos para comemorar na prova.

O pódio foi completado por Nikita Mazepin, que pulou para terceiro lugar no campeonato, enquanto Louis Delétraz, que ganhou 16 posições na prova, conclui o top-3. Pedro Piquet, companheiro de equipe de Delétraz na Prema, ficou muito perto de conquistar seu melhor resultado na prova e era o terceiro quando enfrentou uma quebra no seu carro com duas voltas para o fim da disputa.

Marcus Armstrong foi o quarto com a ART Grand Prix, com Guanyu Zhou, da UNI-Virtuosi, fechando em quinto. Christian Lundgaard, também da ART, foi o sexto, seguido por Schumacher, cada vez mais perto do título, e Felipe Drugovich, garantindo mais 1 ponto no campeonato depois da maiúscula vitória lograda no último sábado no Bahrein.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

ROBERT SHWARTZMAN; PREMA; BAHREIN; FÓRMULA 2; F2;
Robert Shwartzman venceu a corrida 2 no Bahrein neste domingo (Foto: Prema Powerteam)

Dois pilotos enfrentaram duros revezes nesta tarde. Callum Ilott errou quando estava com pneus frios e acertou o carro de Jehan Daruvala. O postulante ao título foi punido com um drive-through e ficou sem qualquer chance de pontuar, terminando só em P16. Pior para Yuki Tsunoda, que teve um pneu furado no começo da corrida e despencou para o fim do grid. O japonês finalizou a prova uma posição à frente de Ilott e agora está em quinto no campeonato.

Restando apenas a rodada dupla no anel externo de Sakhir, no próximo fim de semana, Schumacher lidera com 205 pontos, 14 de vantagem para Ilott, que ainda sustenta chances de título, mas em cenário cada vez mais difícil. Mazepin, muito perto de obter a superlicença, tem agora 162 tentos e é o terceiro do campeonato, seguido por Shwartzman, com 159, e Tsunoda, com 157. Lundgaard aparece em sexto e é quem ameaça a superlicença do japonês, que precisa terminar o campeonato em quinto para obter o documento que o habilita a correr na Fórmula 1. O dinamarquês soma 149 pontos.

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2 no Bahrein

Por conta da regra do grid invertido, Robert Shwartzman, oitavo colocado na corrida 1 no sábado, largou da primeira posição neste domingo, enquanto o vencedor da primeira prova do fim de semana, Felipe Drugovich, iniciou sua jornada nesta tarde em oitavo.

FÓRMULA 2; LARGADA; CORRIDA 2; BAHREIN;
Largada da corrida 2 da Fórmula 2 neste domingo (Foto: Bahrain International Circuit)

Quem enfrentou um duro revés logo na primeira volta foi um dos destaques do sábado, Yuki Tsunoda, que teve um pneu furado, ficou muito lento na pista e teve de ir aos boxes para antecipar seu pit-stop.

Após a primeira volta, Shwartzman liderava a prova, seguido por Marcus Armstrong e Jehan Daruvala, terceiro colocado no sábado. Mick Schumacher aparecia em quarto, à frente de Nikita Mazepin, Jack Aitken e Callum Ilott, que tentava reduzir a diferença para o alemão da Prema antes da última rodada dupla da temporada, também no Bahrein, na semana que vem. Felipe Drugovich aparecia na 13ª colocação.

O que chamou a atenção nas primeiras voltas foi o duelo entre Schumacher e Mazepin pelo quarto lugar. Os dois jovens pilotos, segundo as informações que circulam no paddock da Fórmula 1, devem ser companheiros de equipe na Haas na próxima temporada. Mazepin levou a melhor na disputa com o líder do campeonato e subiu para o quarto lugar.

FÓRMULA 2; NIKITA MAZEPIN; MICK SCHUMACHER; BAHREIN; CORRIDA 2;
Mick Schumacher duela com Nikita Mazepin no começo da corrida. O russo levou a melhor (Foto: Fórmula 2/Twitter)

Em seguida, Mazepin conquistou mais uma posição depois de superar o carro da Carlin, com as cores da Red Bull, de Daruvala. O russo da Hitech aparecia em terceiro e começava a buscar Armstrong, enquanto Shwartzman estava mais adiante em uma liderança até confortável.

Na sexta volta da prova, a direção de prova acionou o safety-car por conta do abandono do estreante Theo Pourchaire, da HWA. Terceiro colocado na Fórmula 3 nesta temporada, o francês enfrentou um problema inusitado com o extintor de incêndio do seu carro, que foi acionado acidentalmente.

Durante o período de safety-car, vários pilotos foram os boxes para fazer a troca de pneus. Duas voltas depois, a corrida foi retomada com bandeira verde, mas logo a direção de prova acionou o safety-car virtual. No miolo do circuito barenita, Ilott, com pneus frios, errou o ponto de frenagem e acertou em cheio o carro de Daruvala. Fim de prova para o indiano, enquanto o britânico foi para os boxes trocar o bico do carro.

FÓRMULA 2; CALLUM ILOTT; JEHAN DARUVALA; BAHREIN; BATIDA;
Ilott acerta carro de Daruvala e provoca abandono do indiano (Foto: F2/Reprodução)

Shwartzman seguia na frente, com Mazepin na segunda colocação, enquanto Pedro Piquet e Marcus Armstrong lutavam pelo terceiro lugar. O brasileiro levou a melhor na disputa contra o piloto da ART Grand Prix e fez a ultrapassagem na volta 12. Piquet, da Charouz, assumiu um lugar no top-3 e partiu para buscar seu melhor resultado na temporada.

A direção de prova concordou em punir Ilott por ter causado a batida que resultou no abandono de Daruvala. O britânico da UNI-Virtuosi teve de pagar um drive-trhough e deixou para trás qualquer chance de pontuar, situação que colocava Schumacher em enorme vantagem na luta pelo título.

Schumacher era o quinto colocado, mas passava a sofrer pressão de Guanyu Zhou, companheiro de equipe de Ilott na UNI-Virtuosi. O chinês aproveitou o acionamento da asa móvel para fazer a ultrapassagem em cima do alemão, que perdeu muita performance por conta do desgaste dos pneus. Schumacher então foi perseguido por Christian Lundgaard e Drugovich, que vinham logo atrás.

FÓRMULA 2; PEDRO PIQUET; MARCUS ARMSTRONG; F2 BAHREIN; CORRIDA 2;
Pedro Piquet passa Marcus Armstrong para entrar no top-3 da corrida (Foto: F2/Twitter)

Na disputa entre Schumacher e Lundgaard, acompanhada bem de perto por Drugovich, o dinamarquês tentou ultrapassar o filho do heptacampeão da Fórmula 1, os dois quase chegaram a se tocar, mas perdeu um pouco do contato e foi pressionado pelo brasileiro. Na curva 10, Felipe tentou a ultrapassagem durante a volta 17, mas Lundgaard deu o troco para se manter em sétimo.

Mas Drugovich também tinha de lidar com o desgaste dos pneus, ponto crítico do fim de semana no Bahrein. Os composto se desgastaram bastante depois da disputa com Lundgaard, e o brasileiro foi ultrapassado por Louis Delétraz, que tinha pneus mais novos e subiu não apenas para oitavo, mas também para sétimo após superar o dinamarquês da ART Grand Prix.

Em ótima corrida de recuperação nas últimas voltas, Delétraz deixou para trás também Schumacher e partiu para cima de Zhou, que não ofereceu muita resistência por também estar com os pneus bastante gastos. O suíço, companheiro de equipe de Piquet na Charouz, tinha um total de 11 posições conquistadas com 21 voltas de prova.

Delétraz seguia impossível e era o grande nome do fim da corrida. O suíço passou Armstrong e subiu para quarto, passando a ameaçar o pódio de Pedro Piquet. Mas o brasileiro, antes de enfrentar a pressão do companheiro de equipe, enfrentou um problema no seu carro na penúltima volta e perdeu a chance de faturar seu melhor resultado na F2. Delétraz, assim, assumiu o terceiro lugar.

Shwartzman cruzou a linha de chegada no Bahrein e venceu depois de 23 voltas completadas, com Mazepin em segundo e Delétraz em terceiro, e com direito a melhor volta da corrida. Armstrong foi o quarto, seguido por Zhou e Lundgaard, que fez a ultrapassagem sobre Schumacher na volta final, enquanto Felipe Drugovich fechou a disputa deste fim de semana na oitava posição.

Fórmula 2 2020, Bahrein, Sakhir, corrida 2, final:

1R SHWARTZMANPrema23 voltas 
2N MAZEPINHitech+5.2
3L DELÉTRAZCharouz+6.4
4M ARMSTRONGART+10.6
5G ZHOUUNI-Virtuosi+15.1
6C LUNDGAARDART+18.5
7M SCHUMACHERPrema+20.7
8F DRUGOVICHMP +23.5
9R NISSANYTirdent+25.3
10A MARKELOVHWA+31.1
11M SATOTrident+31.8
12D TICKTUMDAMS+39.8
13G ALESIMP+43.9
14S GELAELDAMS+44.4
15Y TSUNODACarlin+49.1
16C ILOTTUNI-Virtuosi+1:03.4
17J AITKENCampos+1 volta
18G SAMAIACampos+1 volta
19P PIQUETCharouz+2 voltas
20L GHIOTTOHitech+14 voltas
21J DARUVALACarlin+16 voltas
22T POURCHAIREHWA+18 voltas

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube