Pourchaire vence corrida agitada da Fórmula 2 em Mônaco. Drugovich vai de 9º ao pódio

Théo Pourchaire brilhou na corrida principal do fim de semana da Fórmula 2 em Mônaco e, com apenas 17 anos, venceu pela primeira vez na categoria. A prova, muito empolgante, teve Felipe Drugovich como um dos grandes nomes. O brasileiro largou em nono, acertou na estratégia de pit-stops e foi o terceiro colocado, atrás também de Oscar Piastri

Max Verstappen não economizou palavrões ao saber da bandeira vermelha (Vídeo: Reprodução/F1)

Théo Pourchaire fechou com chave de ouro um fim de semana marcante na Fórmula 2. Mais jovem piloto da história da categoria a largar na pole, com apenas 17 anos, o ainda adolescente da ART Grand Prix confirmou a grande fase com uma vitória muito madura na corrida 3 da rodada tripla de Mônaco, a principal do fim de semana no Principado, na tarde deste sábado (22). O francês só perdeu a liderança quando foi para os boxes fazer a troca obrigatória de pneus.

Oscar Piastri, da Prema, foi outro piloto que completou uma grande jornada e foi ao pódio em Mônaco ao cruzar a linha de chegada em segundo neste sábado à tarde. Em terceiro, depois de ótima prova em que aliou estratégia impecável e desempenho, Felipe Drugovich garantiu seu segundo pódio no fim de semana ao terminar a principal prova da etapa em terceiro lugar.

Robert Shwartzman, que levou enorme azar com um problema durante sua troca de pneus, foi o quarto com a Prema, seguido por Guanyu Zhou, que manteve a liderança do campeonato depois da rodada tripla deste fim de semana. Ralph Boschung completou excelente etapa com a Campos, com pontos nas três corridas no Principado, e foi o sexto, à frente de Liam Lawson, que venceu a corrida da manhã deste sábado.

Enquanto Drugovich brilhou, Gianluca Petecof teve um fim de semana dos mais difíceis da carreira. Neste sábado, o piloto da Campos teve de lidar com uma punição de 10s pelo acidente com Jehan Daruvala e ainda foi advertido por ter excedido os limites de pista no traçado urbano do Principado. O paulista de 18 anos concluiu a disputa da tarde em P16, uma posição atrás de Guilherme Samaia, da Charouz.

A próxima rodada tripla da Fórmula 2 está marcada para os dias 5 e 6 de junho nas ruas de Baku, no Azerbaijão.

Felipe Drugovich fez ótimo fim de semana em Mônaco (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Saiba como foi a corrida 3 da Fórmula 2 em Mônaco

Com Gianluca Petecof largando do pit-lane, a Fórmula 2 partiu para fechar sua segunda rodada tripla do ano no fim da tarde deste sábado, em Mônaco. Théo Pourchaire, da ART Grand Prix, dono da pole-position da prova principal, largou bem e manteve a dianteira, à frente dos carros da Prema de Robert Shwartzman e Oscar Piastri.

Houve um problema com Jack Aitken na largada, uma vez que o piloto britânico não conseguiu largar com o carro #22 da HWA. O bólido do britânico de ascendência sul-coreana foi retirado antes do desfecho da primeira volta.

Nas voltas seguintes, a ordem da corrida se manteve: Pourchaire na frente, seguido por Shwartzman, Piastri, Dan Ticktum em quarto e Jüri Vips em quinto, com Ralph Boschung fazendo excelente fim de semana com a Campos, em sexto.

Destaque, negativo, para Alessio Deledda. Com o carro da HWA, o italiano tinha ritmo sofrível e andava cerca de 2s por volta mais lento que a maioria do grid.

Logo depois, as equipes começaram a chamar os pilotos para as trocas de pneus. Era uma tentativa, sobretudo de quem largou lá atrás, de tentar algo diferente e buscar o ‘pulo do gato’ e avançar algumas posições importantes na corrida.

GIANLUCA PETECOF; JEHAN DARUVALA; CORRIDA 3; FÓRMULA 2;
Gianluca Petecof teve um fim de semana muito complicado em Mônaco (Foto: Reprodução)

Dentre os pilotos que anteciparam seus respectivos pit-stops, Felipe Drugovich, que largou em nono, era o primeiro da lista, em 13º na prova. O brasileiro fazia constantemente a volta mais rápida da corrida e buscava aproveitar ao máximo a performance dos pneus novos para tentar algo novo na corrida.

Na volta 19, Jehan Daruvala, depois de ter tocado o guard-rail, danificar o bico do carro e após sofrer uma punição por exceder o limite de velocidade no pit-lane, coroou um fim de semana de pesadelo e abandonou depois de uma disputa com Petecof pelo 19º lugar na saída do túnel. O brasileiro da Campos foi considerado culpado pela direção de prova por ter causado a colisão e foi punido em 10s.

As primeiras paradas para os pilotos do pelotão da frente começaram a partir da volta 23. Drugovich foi, assim, ganhando posições importantes na prova e já estava em oitavo lugar, à frente de Boschung e Lawson e atrás de Richard Verschoor, que ainda não tinha feito a troca obrigatória de pneus.

Petecof ainda foi investigado também por ter bloqueado Verschoor durante uma ultrapassagem na curva La Rascasse e ainda tomou uma bandeira preta e branca por ter excedido os limites da pista em uma das curvas do circuito urbano. Daquela vez, no entanto, Gianluca escapou de sofrer outra punição na prova.

Shwartzman foi aos boxes na volta 30, assim como Vips. O pit-stop da Prema com o piloto russo foi desastroso em razão de problemas de fixação na roda traseira esquerda. Dono de um pódio praticamente certo, o dono do carro #1 caiu para quinto lugar, bem atrás de Drugovich.

Na volta seguinte, foi a vez de Pourchaire fazer sua parada obrigatória, o que levou Guanyu Zhou a assumir a liderança provisória, sendo o chinês o único a seguir na pista sem troca de pneus. Até que, também na volta 31, Marcus Armstrong bateu na entrada da curva Anthony Noghes depois de um incidente com Jüri Vips e forçou a direção de prova a acionar o safety-car virtual.

No mesmo trecho, duas voltas depois, foi a vez de Lirim Zendeli, desta vez, sozinho, bater no mesmo trecho onde houve o incidente entre Armstrong e Vips. Novamente, VSC em Mônaco, com o carro do alemão parado quase no meio da pista. O estoniano foi punido em 5s.

A pista foi novamente liberada em seguida. Dan Ticktum aproveitou para brigar de vez pelo terceiro lugar com Oscar Piastri. Os dois entraram lado a lado na La Rascasse e, apesar de não ter havido nenhum toque, o britânico freou forte para não bater na barreira de proteção. Depois, não conseguiu acionar novamente o carro e teve de abandonar. Não houve punidos no incidente.

Com tanta coisa que aconteceu na corrida, Zhou seguia na frente, mas precisaria parar para trocar pneus. Pourchaire estava na espreita para retomar a liderança e era seguido por Piastri e Drugovich, em quarto, mas sonhando com o terceiro lugar.

THEO POURCHAIRE; VITÓRIA; FÓRMULA 2; F2 2021; MÔNACO;
Théo Pourchaire brilhou no fim de semana e venceu a corrida principal da F2 em Mônaco (Foto: Reprodução)

Quando restavam cinco giros para o fim da corrida, Petecof registrou a volta mais rápida da corrida. Logo depois, finalmente depois que Zhou fez sua parada, Pourchaire voltou à liderança, seguido por Piastri e Drugovich em terceiro lugar. Com pneus frios, o chinês voltou em quinto, mas muito pressionado por Boschung e Liam Lawson. No fim das contas, Zhou conseguiu abrir vantagem e manteve a posição.

Ao fim de 42 voltas, Pourchaire confirmou a grande e madura performance na corrida e, com somente 17 anos, venceu pela primeira vez na Fórmula 2. O pódio foi completado com um igualmente bastante forte Piastri e por Drugovich, dono da melhor estratégia da prova. O brasileiro aliou performance e capacidade para terminar em um muito bom terceiro lugar.

Fórmula 2 2021, Mônaco, Monte Carlo, corrida 3, final:

1T POURCHAIREART Grand Prix1:01:02.08942 voltas
2O PIASTRIPrema+2.894
3F DRUGOVICHUNI-Virtuosi+14.261
4R SHWARTZMANPrema+17.910
5G ZHOUUNI-Virtuosi+24.130
6R BOSCHUNGCampos+30.693
7L LAWSONHitech+31.288
8J VIPSHitech+37.051
9R NISSANYDAMS+46.563
10R VERSCHOORMP +49.513
11B VISCAALTrident+51.380
12C LUNDGAARDART Grand Prix+52.966
13D BECKMANNCharouz+55.834
14M SATOTrident+1:11.237
15G SAMAIACharouz+1 volta
16G PETECOFCampos+1 volta
17A DELEDDAHWA +1 volta
18J AITKENHWA +2 voltas
19D TICKTUMCarlin+10 voltas
20L ZENDELIMP +12 voltas
21M ARMSTRONGDAMS+13 voltas
22J DARUVALACarlin+25 voltas

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar